Festa rossonera! Milan bate Sassuolo e vence Serie A pela primeira vez em 11 anos
Foto: Divulgação/Milan

Neste domingo (22) foi dia de festa em Reggio-Emilia, após o Milan vencer o Sassuolo por 3 a 0 e conquistar a Serie A depois de 11 anos. Todos os gols saíram ainda no primeiro tempo - dois do atacante Oliver Giroud e um do meia Frank Kessié, todos os gols com assistência do atacante Rafael Leão.

Precisou de 11 anos para o Milan voltar a conquistar o Campeonato Italiano. Depois de longos anos de domínio da Juventus, o Milan impede o bicampeonato da arquirrival, Internazionale, e leva o Scudetto pela 19ª vez depois de uma grande partida. É o primeiro título da carreira de Stefano Pioli como técnico.

Sem drama

Milan só precisava de um empate para garantir o título, mas o time Rossonero foi para cima do Sassuolo desde o início da partida. Mesmo jogando fora de casa, parecia que o Milan estava jogando em casa, aconteceu uma invasão da torcida milanista no Mapei Stadium para fazer festa e empurrar o time até o final.

No primeiro minuto de jogo, Giroud já arriscou um chute pela esquerda, mas Consigli defendeu. O goleiro do Sassuolo foi importante para evitar uma possível goleada do Milan, foi muito exigido do começo ao fim do jogo. Foram 12 chutes para o gol do Sassuolo, contra três para o gol do Milan.

O time de Milão seguiu pressionando os nervoerd, até que nos 16 minutos de jogo, após uma grande jogada do Rafael Leão pela esquerda, que se livrou da marcação e cruzou rasteiro para área. Ele encontrou Giroud, que dominou, girou e bate para o gol, e passou entre as pernas do Consigli.

Assim como no primeiro gol, Rafael Leão pressionou no campo de ataque e ficou com a bola após erro da zaga do Sassuolo, cruzou novamente para área e Giroud já chegou chutando para balançar a rede e ampliar o placar para 2 a 0.

O atacante português aproveitou muito bem o lado esquerdo do campo com a sua velocidade que favoreceu o Milan não só nesse jogo, como ao longo do campeonato. Sem dar descanso para Consigli, ele aparece de novo, Rafael Leão cruza, dessa vez pelo lado direito, para Kessié, que de canhota mandou para o gol, sem chances de defesa do goleiro neroverdi, praticamente sacramentando o título.

 

Foto: Divugação/Milan
Foto: Divugação/Milan

O segundo tempo foi um pouco mais calmo. O Milan não foi agressivo como nos primeiros 45 minutos e o ritmo de jogo diminuiu. O treinador milanista mexeu no time no decorrer do segundo tempo, Ibrahimovic entrou no lugar do Giroud, que deixou sua marca duas vezes na partida.

E bastou seis minutos em campo para Zlatan mostrar que ainda poderia aumentar o placar. Após novamente um cruzamento de Leão pela esquerda, Ibrahimovic cabeceou direto para o gol. Mas não valeu, porque o português estava impedido.

Outra substituição marcante no segundo tempo foi a entrada do zagueiro Romagnoli, que não tem jogado por conta de lesão e também da consistência da dupla de zaga com Tomori e Kalulu. O zagueiro italiano entrou em campo e já assumiu a braçadeira de capitão. Quase no fim do jogo, a torcida já faz muita festa, junto com o banco de reserva e o técnico milanista. O Sassuolo arriscou umas finalizações, mas toda pararam na defesa rossonera.

E bastou o juiz apitar, para acontecer uma invasão milanista no campo do Mapei Stadium, inúmeros torcedores invadiram o campo para comemorar com jogadores, como Rafael Leão, Tonali e Ibrahimovic.

Foto: Divugação/Milan
Foto: Divugação/Milan

 

Com o resultado de 3 a 0, Milan se consagra campeão Italiano pela 19ª vez - as outras foram em 1901, 1906, 1907, 1950/51, 1954/55, 1956/57, 1958/59, 1961/62, 1967/68, 1978/79, 1987/88, 1991/92, 1992/93, 1993/94, 1995/96, 1998/99, 2003/04 e 2010/11.

 Destaque para o português

No fim da partida, Rafael Leão recebeu o prêmio de melhor jogador a Serie A nessa temporada. O atacante foi fundamental para o Milan, o jogo contra o Sassuolo foi a prova disso, três gols que foram de jogadas iniciadas com ele. Foram 11 gols marcados e quatro assistências na competição.

 

Possível despedida de Ibrahimovic

Zlatan Ibrahimovic, que estava presente no título de 2010/11, voltou para o Milan, com o objetivo se conquistar seu 12º título nacional - já foi campeão holandês, espanhol, francês e italiano. Ibra não jogou com a mesma frequência de outros anos, mas o sueco de 40 anos ainda não deixou explícito quando pretende se aposentar.

Foto: Divugação/Milan
Foto: Divugação/Milan

 

Família Maldini fazendo história

Apesar do Daniel Maldini não ter jogado muito nessa temporada, ele participou desse título e é a terceira geração da família Maldini a conquistar um italiano pelo Milan. Seu avô, Cesare Maldini, foi campeão italiano pelo Milan quatro vezes (1954/55, 1956/57, 1958/59 e 1961/32). Já o seu pai, Paolo Maldini, hoje diretor do Milan, conquistou o italiano sete vez com a camisa rossonera (1987/88, 1991/92, 1992/93, 1993/94, 1995/96, 1998/99 e 2003/04) e agora pela oitava vez, como diretor.

Foto: Divugação/Milan
Foto: Divugação/Milan
VAVEL Logo