Valencia para no goleiro Sergio Rico e é derrotado por Sevilla fora de casa

Tima da Andaluzia assumiu a segunda posição com a vitória, enquanto os Che permanecem ameaçado pela zona de rebaixamento

Valencia para no goleiro Sergio Rico e é derrotado por Sevilla fora de casa
Foto Divulgação/La Liga
Sevilla
2 1
Valencia
Sevilla: Sergio Rico; Mercado, Rami, Pareja, Escudero (Kiyotake); N'Zonzi e Kranevitter (Correa); Vitolo, Franco Vázquez, Sarabia e Vietto (Ben Yedder). Técnico: Jorge Sampaoli.
Valencia: Diego Alves; Garay, Abdennour (Munir) e Mangala; Cancelo, Mario Suárez (Santi Mina), Enzo Pérez e Siqueira (Gaya); Parejo, Rodrigo e Nani. Técnico: Cesare Prendeli.
Placar: 1-0 m. 53 Garay (contra). 1-1 m.65 Munir. 2-1 m.75 Pareja
INCIDENCIAS: Partida da 13° rodada do Campeonato Espanhol; Estádio Ramón Sánchez Pizjuán

Neste sábado (26), pela 13° rodada do Campeonato Espanhol, o Sevilla recebeu o Valencia no estádio Ramón Sánchez Pizjuán e venceu por 2 a 1. Mesmo jogando fora de casa, os valencianistas foram melhores, principalmente no segundo tempo, mas acabaram parando no inspirado goleiro Sergio Rico. O gols da partida foram de Garay, contra, e do zagueiro Pareja para os sevillistas e de Munir para o Valencia.

Com a vitória o Sevilla pelo menos até o momento subiu para a segunda posição da competição com 27 pontos, mas ainda pode ser ultrapassado pelo Barcelona. Já o Valencia continua perto da zona de rebaixamento, está na 16° posião com 11 pontos. O Sevilla volta a campo pela competição no próximo sábado (3), sairá para enfrentar o Granada, O Valencia reberá o Malaga no domingo (4).

Sevilla pressionou mas as melhores chances foram do Valencia

O Sevilla partiu para cima desde o começo da partida. Sarabia tentou em duas finalizações nos primeiros minutos, mas sem grande perigo para Diego Alves. O Valencia não conseguia conectar bons passes na ligação do meio de campo para o ataque. Mesmo com os problemas na criação, Parejo encontrou uma brecha na defesa sevillista e obrigou Sergio Rico a trabalhar. 

Aos 15, o zagueiro francês do Seviila, Rami errou na saída de bola, Nani acabou se precipitando e chutou longe do gol. Depois dos ataque dos visitantes, o Sevilla voltou a ter a posse de bola, pressionando o adversário no campo de defesa. Na sequência o Sevilla quase abriu o placar. Sarabia tocou para Mudo Vásquez que dominou e chutou com perigo. 

Os donos da casa continuavam rondando a área do Valencia, mas não entravam na defesa. Depois de muitos minutos sem atacar, o Valencia chegou com Parejo, Sergio Rico fez grande defesa. A equipe Che chegou novamente com Parejo mas a zaga sevillista evitou a finalização no momento certo. Nos últimos minutos da primeira etapa, Mudo Vásquez foi lançado, mas não consegui alcançar a bola que sobrou para Diego Alves.

Sevilla teve duas chances e marcou, Valencia apesar de melhor parou no goleiro Sergio Rico 

Para o segundo tempo o Sevilla voltou com Kiyotake no lugar de Escudeiro, que estava sentindo na primeira etapa. Não tardou e os sevillistas abriram o placar. Aos 7, Vitolo se livrou de Guilherme Siqueira, tocou para área, a bola acabou batendo no zagueiro Garay e engando Diego Alves. 

O Valencia teve chances claras de empatar depois de levar o gol. Primeiro Parejo em cobrança de falta obrigou Sergio Rico a fazer boa defesa, Rodrigo também teve sua chances, depois de receber de Cancelo, mas o chute acabou saindo para fora.

O técnico do Sevilla, Jorge Sampaoli fez sua segunda alteração, Vietto saiu para a entrada de Ben Yedder. Pelo Valencia, o treinador Cesare Prandeli fez uma alteração arrojada, colocou o atacante Munir no lugar do zagueiro Abdennour. A substituição fez efeito no minuto seguinte. Aos 20, Cancelo encontrou Munir, que deu um toque sutil, empatando a partida.

Sofrendo sufoco, o Sevilla fez sua última substituição no meio de campo. Kranevitter deu lugar para Correa. Aos 30, o Sevilla ficou mais uma vez na frente no placar. Após cobrança de escanteio a bola sobrou para Pareja, a bola ainda bateu na trave antes de ir para as redes.

Tentando o empate mais uma vez, o Valencia fez duas alterações na sequência. Deixaram a equipe Guilherme Siqueira e Mario Suárez para a entrada de Gaya e Santi Mina

Os minutos finais da partida foi de pressão do Valencia, que tentou muito em cruzamentos para área. A grande chances saiu aos 48, depois de confusão a bola sobrou para Gaya na pequena área, Sergio Rico fez uma defesa milagrosa e evitou o empate.