Destaque do Nice, Balotelli soma mais gols que os atacantes convocados à Seleção Italiana

'Super Mario' contabiliza cinco gols em seis jogos pelo time francês neste início de temporada, superando todos os atacante chamado por Giampiero Ventura

Destaque do Nice, Balotelli soma mais gols que os atacantes convocados à Seleção Italiana
Balotelli comemora gol pelo Nice (Foto: Divulgação/Nice)

Voltando a aparecer nas capas de jornais por seu protagonismo em campo, o polêmico Mario Balotelli supera, neste início de temporada 2016/17, todos os atacantes convocados por Giampiero Ventura à Seleção Italiana no quesito bola na rede. Com a camisa do Nice, clube cujo reencontrou o bom futebol após passagens apagadas por Liverpool e Milan, o centroavante marcou seis gols em apenas cinco partidas pelo time francês.

Com dois de Balotelli, Nice goleia em clássico contra o Monaco e assume liderança da Ligue 1

Com isso, Balotelli contabiliza mais gols que os seis atacantes chamados pelo treinador da Azzurra para os compromissos ante Espanha e Macedônia, válidos pelas Eliminatórias à Copa do Mundo de 2018. O jogo contra os espanhóis está marcado para quinta-feira (6), em Turim, enquanto o duelo diante dos macedônios será realizado três dias depois, na Escópia.

Jovem atacante do Torino, Andrea Belotti foi às redes quatro vezes em cinco jogos (ele se lesionou e perdeu os combates contra Atalanta e Empoli, pelas respectivas terceira e quarta rodadas da Serie A) pelo time de Turim. Já o ítalo-brasileiro da Internazionale, Éder, amarga um péssimo início de temporada e não guardou sequer um gol em oito partidas pelo time nerazzuro. Reserva de Arkadiusz Milik no Napoli, Manolo Gabbiadini anotou somente um gol em sete duelos.

Ciro Immobile, da Lazio, Graziano Pellè, do Shandong Luneng, e Nicola Sansone, do Villarreal, são os mais próximos de Balotelli em número de gols. Nenhum deles, porém, chega a igualar os resultados de ‘Super Mario’ no Nice. Immobile tem quatro tentos em sete partidas pela Lazio; Pellè também marcou quatro vezes com a camisa do Shandong, mas disputou mais jogos: nove desde que debutou em solo chinês; e Sansone, destaque do Villarreal, fez quatro gols em oito jogos (antes de acertar com o time espanhol, ele disputou duas partidas pelo Sassuolo, mas não foi às redes).

Insigne e Zaza

Nas duas convocações que Ventura realizou à frente da Itália, o ex-técnico do Torino deixou claro que pretende manter a base de seu antecessor Antonio Conte, hoje no Chelsea. Não à toa, Ventura chamou, na sua última convocação, 14 dos 23 atletas que disputaram a Eurocopa 2016, última competição em que Conte esteve comandando a Azzurra.

Dos atacantes que jogaram a Euro 2016, apenas Lorenzo Insigne, do Napoli, e Simone Zaza, do West Ham, não estiveram nas duas convocações de Ventura. E não é para menos. Ambos ainda não marcaram neste início de temporada.

Leonardo Pavoletti, atacante do Genoa que figurou na primeira convocatória do técnico italiano, está lesionado e anotou apenas dois gols em quatro jogos da Serie A 2016/17.