Na estreia de Rafinha, Inter empata com Spal e chega a sete jogos sem vencer

Beneamata chegou a abrir placar com gol contra, mas Paloschi, ex-atacante do rival Milan, empatou nos acréscimos; brasileiro estreou no final do jogo

Na estreia de Rafinha, Inter empata com Spal e chega a sete jogos sem vencer
Inter e SPAL fizeram jogo duro em Ferrara (Foto: Alessandro Sabattini/Getty Images)

Em jogo válido pela 22ª rodada da Serie A, a Internazionale não conseguiu sair da crise e empatou com a Spal por 1 a a, em Ferrara, neste domingo (28). Os nerazzurri chegaram a abrir o placar com gol contra de Vicari, mas recuaram demais durante a partida e viram o atacante Paloschi, cria do rival Milan, empatar nos acréscimos. O jogo ainda marcou a estreia do brasileiro Rafinha, que entrou no final e não pôde ajudar.

O resultado não favoreceu nenhuma das equipes, que estão vivendo fases ruins na liga, apesar das posições distintas. Sem vencer há oito partidas, a Inter empatou pela terceira vez seguida, mas segue no G-4, com 44 pontos. Já a Spal, que é o primeiro na zona de rebaixamento, está com 17 pontos e próximo de sair da degola.

Buscando recuperação, as equipes voltam a campo no próximo final de semana. No sábado (3), a Inter encara o Crotone, às 17h45 (de Brasília), em Milão. Enquanto no domingo (4), a Spal enfrenta o Cagliari, às 12h (de Brasília).

Primeiro tempo ruim e com poucas chances

Com as duas equipes ainda se estudando, o primeiro tempo em Ferrara foi fraco. A primeira e melhor chance da etapa saiu dos pés de Candreva, aos 15 minutos, quando recebeu um belo passe de Vecino e bateu cruzado pra boa defesa de Meret. 

A Spal não conseguiu impor seu jogo e pouco agrediu a Inter, que mesmo sem oferecer muito perigo, foi quem criou as chances do primeiro tempo. Perisic, no final da primeira etapa, chegou com perigo, mas finalizou mal e sem assustar o arqueiro adversário. Sem muita emoção, ambas as equipes foram ao vestiário com o resultado de 0 a 0.

Inter abre o placar, recua e Paloschi salva a SPA

Para a segunda etapa, o treinador nerazzurro Luciano Spalletti decidiu modificar a equipe e trocou Candreva pelo atacante Éder, para ter mais uma referência ao lado de Icardi. Mais ofensiva, a Inter já procurou o gol desde o início. 

A mudança de Spalletti logo surtiu efeito e aos 3 minutos, João Cancelo fez uma bonita jogada, cruzou da esquerda e o zagueiro Vicari acabou mandando a bola contra o próprio gol. O português vinha bem na partida e coroou a atuação com a participação no gol.

Após abrir o placar, a Inter recuou e viu a Spal se soltar durante a partida. Aos 54, veio a primeira chance da equipe de Ferrara, com Viviani chutando de fora da área e a bola passando muito próxima ao gol. Mesmo apostando nos contra-ataques, a Beneamata não foi eficaz e perdeu boas chances de ampliar o placar.

Criando perigo apenas com chutes de fora da área, o treinador biancazurro Leonardo Semplici decidiu tirar o meia Schiattarella e por o atacante Paloschi em campo. Depois de 4 minutos, ele já criou sua primeira oportunidade, com um chute á queima roupa em cima de Handanovic. Também substituído, o autor do gol contra, Vicari, deu lugar o jovem centroavante Bonnazolli.

Partindo pra cima, a SPAL criou as melhores chances e a Inter não aguentou a pressão. Aos 90 minutos, a equipe biancazzurra foi toda para a área e Paloschi, que havia entrado no decorrer do jogo, empatou após cabeceio certeiro. 

Spalletti ainda tentou uma última cartada e substituiu o espanhol Borja Valero pelo meia Rafinha, que fez sua estreia pela Inter. Porém, o meia entrou nos acréscimos e nada pode fazer. Sem tempo para tentar o gol da vitória, o resultado terminou em 1 a 1.