América-PE contrata quatro jogadores para a sequência do Estadual
Júnior Sertânia, velho conhecido da torcida Pernambucana, chega para tentar melhorar a lateral esmeraldina (Foto: Potiguar-RN/Divulgação)

Na tarde dessa terça-feira (07), a diretoria do América-PE confirmou e divulgou o nome de quatro reforços para a sequência do Campeonato Pernambucano. Tratam-se do zagueiro Glauco Simonelli, do lateral-direito Júnior Sertânia, e dos atacantes Careca e Sandro. Careca e Sertânia, inclusive, já têm diversas passagens pelo futebol pernambucano.

Xerife chega e lateral também é reforçada

Com a segunda pior defesa do campeonato, o América não perdeu tempo e correu atrás de reforços para o setor. O primeiro deles, o zagueiro Glauco Simonelli, de 31 anos e natural de São Paulo. O jogador estava no Toledo-PR e já passou por clubes conhecidos como o Palmeiras, em 2006, e o ABC de Natal, em 2008. Seu currículo possui apenas um título: o de campeão da quarta divisão paulista, com o Monte Azul, classificando o time para a Série A-3. Glauco chega para tentar dar uma maior consistência à defesa esmeraldina e tentar diminuir a desconfiança da torcida com o setor, um dos mais carentes na equipe.

Na lateral-direita, chega um velho conhecido do futebol pernambucano. Trata-se de Júnior Sertânia, ex-Náutico, Afogadense e Araripina. O jogador estava atuando pelo Baraúnas-RN e já está integrado e treinando com o elenco. O treinador Laelson Lima espera contar com o jogador já no próximo jogo contra o Serra Talhada, no Pereirão, visto que Adriano e Thiago Ramos, opções da posição, se machucaram no jogo contra o Salgueiro.

Ataque também é reforçado

Visando também melhorar o seu setor ofensivo, o América anunciou a contratação de dois atacantes. Careca, de 33 anos e primeiro a ser anunciado, é velho conhecido da torcida pernambucana e nordestina, já tendo passado por diversos clubes locais, como Vitória-PE, Belo Jardim-PE, Chã Grande-PE, Crato-CE, entre outros. Seu último clube foi o Tiradentes-CE, onde jogou a Série D do Brasileirão.

Não tão conhecido assim, chega também o atacante Sandro, natural de Rio Verde-GO e com diversas passagens pelo futebol europeu, especialmente o português e o espanhol. Seu último clube foi o Paphos, da segunda divisão do Chipre. Sandro tem 31 anos e chega para tentar ajudar a melhorar os números do ataque do Mequinha, terceiro pior da competição, e fazer a festa da torcida esmeraldina.

VAVEL Logo