Partida contra o Boa Esporte pode marcar a despedida de Adílson Batista do Vasco
Adílson Batista pode deixar o clube (Foto: Divulgação/Vasco)

A equipe do Vasco viaja até Varginha, em Minas Gerais, para enfrentar o Boa Esporte nessa terça-feira (3). A partida é válida pela décima rodada da segunda divisão do Campeonato Brasileiro e será a últma antes da parada para a Copa do Mundo, que acontecerá nesse mês de junho no Brasil. O jogo está marcado para às 21h50, no Estádio Municipal de Varginha. Comandado pelo técnico, o elenco cruzmaltino fará um treino de reconhecimento do gramado nessa segunda-feira (2).

O confronto de amanhã, provavelmente, marcará a despedida de Adílson Batista do comando do clube após seis meses de trabalho. O empate contra a Portuguesa no último sábado (31), por 1 a 1, no Estádio da Cidadania em Volta Redonda, parece ter deixado a situação insustentável e o comandante deve deixar o clube após o jogo, independente do resultado. A tendencia é que a diretoria busque um novo nome durante o recesso do Mundial. 

Adílson Batista foi contratado em 2013 para comandar as últimas sete rodadas do Campeonato Brasileiro do ano passado, com a missão de livrar a equipe do rebaixamento. Contudo, o treinador não conseguiu o feito. Nesse ano, levou o clube até a final do Campeonato Carioca contra o Flamengo, mas perdeu o título no último lance da partida com um gol irregular. Na série B a campanha é muito abaixo do esperado. O Time de São Januário é apenas o 12º colocado com 11 pontos e uma partida a menos.

Até então técnico do Vasco, Adílson Batista nunca foi hunanimidade entre os torcedores. O comandante foi questionado muitas vezes pela quantidade de volantes que escala durante os jogos. Nessa temporada tem feito um rodizio de formação tática que, segundo alguns vascaínos, tem prejudicado a equipe na competição. O Gigante da Colina é rotulado como time lento e sem padrão tático. 

Após a última rodada, contra a Lusa, o técnico deu a entender que sairia do clube após conversar com o diretor executivo Rodrigo Caetano. Porém, ao que tudo indica é que Adílson Batista foi convencido de comandar a equipe nessa última partida antes da Copa do Mundo. O futuro do treinador é incerto em São Januário e a partida contra o Boa Esporte pode mesmo ser a última à frente do Vasco.

VAVEL Logo