Apesar de aval médico, Hulk deverá ficar no banco contra o México
Hulk vinha sentindo dores na coxa esquerda (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

Se os brasileiros tinham uma certeza quanto aos 11 titulares de Luís Felipe Scolari na Seleção, as coisas agora mudaram. Hulk deixou o treino de domingo (15) cabisbaixo, por conta de dores na coxa esquerda.

No treino, Felipão fez uma alteração, escalando o volante Ramires na vaga do atacante. Na segunda-feira (16), o técnico manteve o volante na equipe titular. A imprensa só teve acesso aos primeiros 15 minutos da atividade, enquanto os atletas se aqueciam, mas foi possível perceber que a Seleção treinou com o volante na vaga que seria do atacante do Zenit.

Em Fortaleza, na última segunda-feira, o jogador foi submetido a um exame de ressonância magnética em uma clínica na capital cearense e sequer foi ao treino de reconhecimento da Arena Castelão. Segundo a CBF, seguiu no hotel em tratamento.

A decisão sobre a utilização do atacante Hulk no jogo contra o México, nesta terça-feira (17), ainda não foi oficializada, mas a tendência é mesmo que o atleta fique fora do time titular, só que no banco de reservas. A decisão é da comissão técnica. O médico da CBF, José Luis Runco, afirmou na manhã desta terça-feira que o jogador não tem problema médico e está integrado ao grupo. Ainda assim, a mudança deve ser feita, e Ramires é o provável substituto.

"Hulk está integrado ao grupo. Não tem nenhum problema médico, da parte médica não tem problema. Exame hoje? Não. Só na cabeça de quem inventou isso", afirmou o médico ao GloboEsporte.

Além de Ramires, outros jogadores aparecem como opções. Willian e Bernard - que inclusive substituiu Hulk contra a Croácia - estão entre os cotados.

Nesta terça-feira (17), o Brasil enfrenta o México, às 16h, pela segunda rodada da Copa do Mundo. As duas equipes lideram o Grupo A da Copa do Mundo, com três pontos.

VAVEL Logo