Doriva comenta revés rubro-negro: "Minha primeira palavra no vestiário foi de encorajar a equipe"
Para Doriva, seus comandados foram um pouco individualistas no duelo com Atlético-MG (Foto: Gustavo Oliveira/Atlético-PR)

Após a segunda derrota seguida do time do Atlético-PR no Campeonato Brasileiro, sofrida neste domingo (3), na partida contra o Atlético-MG, por 3 a 1, o técnico Doriva disse que a equipe teve certa evolução, mas assumiu que o time ainda teve dificuldades para jogar e que em momentos para os quais é preparado, como as jogadas aéreas, falharam e não aproveitaram os contra-ataques.

"Foi uma partida difícil. Eles [Atlético-MG] souberam se impor com as jogadas de bolas aéreas. Tivemos dificuldades, apesar de estarmos preparados para esse tipo de situação. Tivemos algumas chances no contra-ataque, porém fomos um pouco individualistas em alguns momentos. Eles aproveitaram as oportunidades e marcaram dois gols em falhas nossas, em um momento que estávamos melhor na partida", avaliou Doriva.

"No segundo tempo, criarmos boas oportunidades e estávamos em um momento interessante do jogo após o gol do Marcos Guilherme", continuou Doriva. "Tivemos a infelicidade no lance do  Léo Pereira e depois do Deivid. Não vamos culpar ninguém, pois isso acontece até com os mais experientes", completou.

"A minha primeira palavra no vestiário foi de encorajar a equipe, uma vez que erros acontecem até com os mais experientes. Temos que continuar. Teremos um confronto contra o Botafogo e não podemos pensar em outro resultado a não ser a vitória", finalizou o comandante atleticano. 

O Furacão retorna para Curitiba nesta segunda-feira (4) e deve voltar aos trabalhos na próxima terça-feira (5), para enfrentar o próximo adversário, o Botafogo, pela 14ª rodada do Brasileirão, na Arena da Baixada com portões fechados, às 16h. Já o Galo encara o Palmeiras no estádio Independência, também no domingo (10), às 18h30m.

VAVEL Logo