Jorge Luis lamenta eliminação na Copa do Brasil, mas se coloca disponível para continuar
Jorge Luis continua no Vasco até que um treinador seja anunciado (Foto: Marcelo Sadio/Vasco)

Na primeira partida sem Adílson Batista, o time do Vasco voltou a jogar mal e não conseguiu avançar na Copa do Brasil. Após o empate de 1 a 1 em São Januário, na última semana, o Gigante da Colina precisava de uma vitória simples ou empate com dois ou mais gols contra o ABC em Natal. No entanto, a equipe carioca sofreu 2 a 0 e precisava igualar o placar para seguir vivo na competição, algo que não aconteceu. O resultado final de 2 a 1 para o time potiguar selou o fim do sonho cruzmaltino. 

A equipe vascaína foi comandada interinamente por Jorge Luis. Ao término do confronto, o treinador foi à sala de imprensa e concedeu entrevista coletiva. O comandante ficará à frente da equipe até que a diretoria encontre um nome para assumir o cargo. Enquanto isso, ele se colocou à disposição da cúpula cruzmaltna para continuar como técnico.

"Não sabemos ainda o que vai acontecer, estou interinamente no cargo e a nossa diretoria está buscando um novo nome para comandar o nosso futebol. Até por ser funcionário do clube, estou à disposição de ajudar no que for possível. Vamos esperar para ver o que vai acontecer", disse Jorge Luis. 

O interino comentou sobre a derrota de 2 a 1 para o ABC. O técnico revelou que a tática foi por água à baixo quando os donos da casa abriram o placar. O revés sofrido foi o suficiente para destabilizar o time. Jorge Luis falou sobre a situação complicada.

"A gente traçou uma estratégia, porque precisávamos sair para fazer o gol. Não poderíamos levar aquele gol, mas aconteceu. Tentamos reagir e voltamos melhor no segundo tempo, mas, tivemos uma infelicidade, e levamos outro. A equipe, ainda assim, não se abateu e, mesmo depois de um resultado adverso como aquele no sábado, tivemos boa reação e a chance de empatar e classificar", afirmou. 

Após a goleada do último sábado (30), a equipe do Vasco aparentou estar abalada mentalmente. Em diversos momentos do jogo, o time se mostrou nervoso. Exemplo disso foi a expulsão do meia Douglas, após entrada dura no adversário. Além disso, após o jogo, Jordi e Rodrigo discutiram de forma áspera e tiveram que ser separados pelos companheiros. Jorge Luis comentou esse momento ruim e pesado que o elenco passa.

"Isso faz parte do jogo e demonstra a vontade de vencer, de fazer o gol. Sabendo que a equipe está perdendo a partida, é normal a vontade de reação, de querer pegar a bola, de botar logo em jogo", explicou. 

O Vasco volta a campo no próximo sábado (6), contra o América-MG, em partida válida pela 20ª rodada da segunda divisão do Campeonato Brasileiro. O confronto será realizado em Minas Gerais. Em caso de vitória cruzmaltina, o clube do Rio de Janeiro retorna ao G-4. 

VAVEL Logo