Bragantino supera Lajeadense em casa e avança na Copa do Brasil

Nesta quinta feira (19), os torcedores do Bragantino puderam comemorar a vitória contra o Lajeadense por 1 a 0 e a classificação do time de Bragança a próxima fase da Copa do Brasil, onde enfrentará o Criciúma.

Jogando em seu estádio, o Nabi Abi Chedid, o Bragantino lutou e reverteu a desvantagem do primeiro jogo, que perdeu por 2 a 1 de virada. Com a regra do gol fora de casa, o time paulista se classificou e agora pode esquecer o péssimo desempenho no estadual, que o levou ao rebaixamento.

Bragantino tenta pressionar mas erra muitos passes

Diante de um time fechado e esperando pelos erros, o Bragantino treinado pelo interino Alberto Félix, tentou suforcar o rival em seu próprio campo de defesa, mas faltou técnica e habilidade em lances decisivos que poderiam ter resultado em gols. Aos cinco minutos, Lucas Chiaretti faz jogada individual, consegue o drible e tenta o chute, mas a bola saiu fraca e longe do gol. Aos 16 minutos, outra vez a pontaria fez falta, dessa vez para os visitantes,  no cruzamento de Marcio Goiano para Rafael Gava, a finalização foi sem direção.

O time de Lajeado parecia estar gostando do jogo, apesar da boa movimentação tentava não cometer erros para prejudicar o resultado do primeiro jogo. Viu o adversário fazer uma substituição com vinte minutos no primeiro tempo e o goleiro Luiz Muller era mero expectador. A falta de técnica permitiu que a partida tivesse uma cobrança de lateral, do Bragantino, que teve que ser recobrada porque a bola não teve força para entrar em campo.

No entanto, Lauro, goleiro do time paulista, foi obrigado a fazer boa defesa. Outra vez Marcio Goiano se apresentou no ataque, pela ponta esquerda e chutou forte, após a defesa a bola foi pra escanteio. Esta foi a primeira chance clara do primeiro tempo, aos 45 minutos. Na sequencia da jogada, um ataque repentino dos mandantes que terminou no chute de Caio, a bola foi forte mas no meio do gol, fácil para Muller.

Segundo tempo mais movimentado e com melhores chances para ambos os times

O empate era bom resultado para o alviazul, mas para se concretizar o setor defensivo não poderia facilitar para o ataque adversário. Porque, logo no primeiro ataque do Massa Bruta, o goleirão saiu mal do gol e quase deixou a bola nos pés de Erick, mas conseguiu se recuperar e manter a posse da bola. Bastava um gol para o Bragantino ficar com a vaga.

Mais Bragantino, agora aos oito minutos. Caio fez boa jogada e levou a bola até a marca do pênalti para chutar, porém a finalização foi desviada pelo zagueiro Leandro Camilo e foi para escanteio. O impeto só aumentava e o time começava a gostar do jogo. Em contra- ataque, Guilherme Costa lançou Erick em velocidade, o centroavante entrou na área e tentou chutar na saída do goleiro, mas Luiz Muller salvou com os pés. Os poucos torcedores no Nabizão vibravam a cada ataque do time da casa.

A resposta do Lajeadense veio com Rafael Gava, arriscando de fora e obrigando Lauro a espalmar para o lado. A jogada seguiu e Mateus Santana chutou o rebote de primeira para mais uma defesa. Dessa vez a zaga afastou na sobra, a bola retornou com o alviazul que tentou cruzamento, mas ninguém apareceu para aproveitar.

João Vitor no entanto, pos fim a angústia do torcedor do Bragantino. Aos 19 minutos, o lateral Pará chutou de longe com muita força, Muller fez a defesa e o garoto cabeceou o rebote para colocar o mandante na frente e também na segunda fase da competição nacional. A reviravolta foi bastante celebrada pelos quase 600 torcedores presentes. Era a vez do time da casa administrar o resultado para sair com a vitória.

O Lajeadense tentou responder, obrigou Lauro a fazer duas boas defesas e assim o interino Alberto Felix fechou o time, esperando o juiz encerrar a partida e sacramentar a classificação. 

VAVEL Logo