Cristian Rodríguez; Cebolla completa a família Rodríguez no Grêmio
Foto: Lucas Uebel / Grêmio

O uruguaio Cristian Rodríguez é o nome de peso das contratações gremistas para a temporada de 2015. O meia é presente nas convocações da seleção uruguaia, tem duas Copas do Mundo disputadas no currículo, além de diversas passagens vencedoras pelos clubes sul-americanos e europeus onde já desfilou seu futebol.

No Grêmio, a adaptação é boa e próxima de seu país de origem para facilitar as coisas. Cebolla, como é chamado, já tocou junto com o torcedor gremista na recepção e já tomou chimarrão junto com os companheiros. Se aliar o entrosamento extracampo com o que pode render dentro dele, o Grêmio terá bons frutos com o investimento em Cebolla.

Luiz Felipe Scolari, técnico do Grêmio, cobrou bastante a direção pela vinda de reforços ao esburacado elenco gremista que iniciou 2015. Zé Roberto, Riveros, Dudu, Barcos e Marcelo Moreno foram alguns dos nomes que deixaram o Tricolor para o ano. Ao passo que a preocupação do torcedor aumentava, a reação com contratações surgiu. Braian Rodríguez e Cristian Rodríguez são os principais nomes no elenco enxuto em preço.

Cristian é o último nome da chamada família Rodríguez no Grêmio, composta por Maxi Rodríguez, emprestado à Universidad de Chile, Matias Rodríguez, lateral argentino e atualmente titular e Braian Rodríguez, conterrâneo do uruguaio Cebolla e novo centroavante da equipe.

O meia da seleção uruguaia chegou ao Grêmio por empréstimo até junho. Ele pertence ao Atlético de Madrid e estava atuando pelo Parma, da Itália, antes de desembarcar em Porto Alegre. A apresentação foi realizada no dia 10 de março e Cebolla foi muito ovacionado, sentindo o carinho do torcedor logo em sua chegada. O atleta participou da manifestação da torcida e se sentiu à vontade com suas primeiras impressões no novo clube.

Problemas, porém, marcam os primeiros dias de Cristian Rodríguez no Tricolor. Rodríguez foi convocado pela seleção uruguaia. Após, em treino no Grêmio, sofreu lesão na coxa direita. Foi cortado do amistoso pela Charrua, mas, ainda no tratamento, nova complicação. A questão jurídica de uma punição sofrida no campeonato italiano pelo Parma ameaça cortá-lo dos primeiros jogos do Campeonato Brasileiro e da primeira fase da Copa do Brasil. O Grêmio não conseguiu efeito suspensivo da pena. São essas as diversas barreiras que impedem a estreia do atleta.

Cristian Rodríguez tem 29 anos e uma grande bagagem na carreira. O auge de sua passagem profissional, com certeza, foi a disputa da Copa do Mundo no Brasil, no ano passado, em que avançou com o Uruguai até a fase de oitavas de final.

Por clubes, a trajetória de Rodríguez é de muitas medalhas. Começou em 2002 pelo Peñarol, clube por onde sagrou-se campeão uruguaio em 2003. Iniciou sua excursão pelas agremiações europeias na temporada de 2005, pelo Paris Saint-Germain, da França e conquistou a copa nacional do país no mesmo ano. De lá, foi a Portugal, com rápida passagem pelo Benfica e a firmação para fazer história pelo rival, o Porto. Neste clube, foram quatro temporadas e o total de dez títulos ganhos, entre eles, a UEFA Europa League.

O desempenho do craque fez surgir o interesse pelo Atlético de Madrid. Foi anunciado pelos espanhóis para a temporada 2012/2013. No clube do Vicente Calderón, foi campeão espanhol, da Copa del Rey, da Supercopa da Espanha e da Supercopa da Europa. Terminou por empréstimo ao Parma, clube com imensa dificuldade de se manter na Itália e, com o último acerto feito, ganha boa oportunidade no Grêmio.

Pelo Uruguai, é importante destacar o título da Copa América em 2011, naquela equipe comandada por Forlán e Luis Suárez além das participações em Copas do Mundo, em 2010, na África do Sul, e 2014, no Brasil.

Cristian Rodríguez na seleção urguaia durante a Copa do Mundo de 2014 (Foto: Getty Images)

Para 2015, a expectativa fica mais por conta da tentativa de prorrogação de vínculo pelo Tricolor com o meia uruguaio Cristian Rodríguez. Por meio jurídico e na proposta da nova direção gremista em poupar o máximo possível de dinheiro, o empréstimo está válido somente até o mês de junho.

Muitas pedras no caminho encabeçam as dificuldades surgidas para o Grêmio contar com o jogador. Como dito, lesão, convocações e punição referente ao campeonato italiano, válida para campeonatos nacionais, barram o atleta. A esperança, portanto, é de êxito nas negociações sobre sua permanência e a da liberação em tribunal. A colheita por bons frutos de Cebolla, por enquanto, é em tempo escasso. As partidas decisivas do campeonato gaúcho e as primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro são o espaço para o meia justificar o investimento do clube em seu futebol.

Nome: Cristian Gabriel Rodríguez Barotti

Nascimento: 30/09/1985 (29 anos)

Nacionalidade: Uruguaio

Clubes: Peñarol-URU, Paris Saint-Germain-FRA, Benfica-POR, Porto-POR, Atlético de Madrid-ESP e Parma-ITA

Títulos: Campeonato Uruguaio (2003), Copa da França (2005-06), Campeonato Português (2008-09) (2009-10) (2010-11), Copa de Portugal (2008-09) (2009-10) (2010-11), Supercopa de Portugal (2008-09) (2009-10) (2010-11), Copa América 2011, Europa UEFA League (2011), Supercopa da Europa (2012), Copa do Rei (2013), Campeonato Espanhol (2013/14) e Supercopa da Espanha (2014).

VAVEL Logo