Fernando Prass tem discurso positivo após derrota do Palmeiras na final do Paulistão
Prass defendeu planejamento e vê evolução no Palmeiras (Foto: César Greco/Agência Palmeiras)

O Palmeiras saiu derrotado nas penalidades e perdeu o título do Campeonato Paulista para o Santos, na Vila Belmiro. Após um jogo agitado no tempo regulamentar, vários cartões e dramático na disputa por pênaltis, o goleiro palmeirense Fernando Prass diz que não se surpreendeu com o equilíbrio.

"Uma decisão equilibrada como foi, nada surpreendente ir para os pênaltis. Agora vamos manter isso aí, o time está evoluindo, as derrotas fazem parte do amadurecimento. Somos um time que está formado há quatro meses, se muito",  falou o goleiro do Palmeiras. que não conseguiu pegar nenhuma cobrança adversária.

O goleiro foi decisivo em lances de situação clara de gol do Santos, como quando defendeu um chute a queima roupa de Ricardo Oliveira com os pés. A defesa impediu o alvinegro de ampliar a vantagem na partida. Depois, outra vez o centro avante santista tentou vazar o goleiro em uma cobrança de falta que Prass espalmou para escanteio. Nas cobranças de pênalti, Fernando Prass acertou os cantos da maioria dos batedores, mas não conseguiu repertir as defesas que fez na semi final, contra o Corinthians.

Prass evitou comentar os lances de arbitragem que foram decisivos na partida. O juiz expulsou três jogadores - dois do Palmeiras e um do Santos -, além de um gol anulado de Amaral, que teria dado o título ao time do Palestra. Para o arqueiro, o lance do gol foi duvidoso. "Não foi nenhum lance perto de mim, fica difícil analisar a 100 metros. Teve um lance que foi o gol do Amaral, não sei se estava impedido".

O Palmeiras volta a campo no próximo sábado (9), na estreia do Campeonato Brasileiro contra o Atlético-MG, no Allianz Parque, às 18h30.

VAVEL Logo