Ponte Preta faz bom primeiro tempo e vence Moto Club pela Copa do Brasil
FOTO: Hilton Franco/Site pessoal

A Ponte Preta venceu o Moto Clube, do Maranhão, por 2 a 1, pela Copa do Brasil e tem vantagem para o segundo jogo em Campinas. Os paulistas entraram em campo oficialmente pela primeira vez depois do Campeonato Paulista e não fizeram uma boa partida, permitindo que os mandantes impusessem o ritmo e chegar ao gol. O treinador da Macaca, Guto Ferreira promoveu a estréia de alguns jogadores da fase para poupar alguns jogadores e repor as peças que faltam por causa de contusão.

No primeiro tempo, os pontepretanos criaram mais oportunidades e deram trabalho para a zaga dos maranhenses. O goleiro do Moto, Raniere impediu que o placar fosse inaugurado após finalização de Renato Chaves, em outra oportunidade deu sorte porque Roni recebeu de frente para o gol e chutou mascado, facilitando a defesa. Os donos da casa não ficaram muito atrás e responderam em jogada de Edson Pacujá, dessa vez o arqueiro João Carlos espalmou e manteve o zero no marcador.

A Ponte Preta conseguiu o gol aos 33 minutos, com um golaço de Wanderson. O atacante recebe passe ainda no campo de defesa e sai em velocidade, dribla dois zagueiros e chuta no ângulo. 1 a 0 que abalou o adversário. Motivado após o belo gol, o atacante alvinegro ainda arriscou um chute com efeito ao final do primeiro tempo, porém a bola passou por cima do gol.

No segundo tempo, os primeiros 15 minutos foram jogados pelo Moto Clube. Com vontade de buscar o empate, o rubro negro do norte pressionou e chegou a balançar as redes com Chico Bala, mas em posição irregular, o bandeira assinalou impedimento. Com a postura defensiva, a Ponte Preta jogava por uma bola para tentar eliminar o segundo jogo e conseguiu com outro belissimo gol. O estreante Leandro, de 16 anos, arriscou de fora da área, sem chances para o goleiro Raniere. 

Novamente compactada em seu campo de defesa, os paulistas queriam aproveitar a desorganização e a limitação técnica do oponente para ampliar a vantagem. Entretanto, com o recuo e os espaços para o Moto Clube, o time ficou encurralado e sofreu pressão até Rayllan descontar para os mandantes. O jogador recebeu sozinho dentro da área, ajeitou o corpo e chutou. 2 a 1 e a partida de volta em Campinas estava agendada.

Na próxima quinta feira (14), no Moisés Lucarelli, a Ponte Preta vai jogar pelo empate, podendo até ser derrotada por um gol de diferença, para continuar seguindo na competição. Ao Moto Clube a situação é mais complicada, pois o time precisa reverter os gols tomados em casa para, então, com uma vitória eliminar o rival e continuar na Copa do Brasil.

VAVEL Logo