Grêmio perde em casa para Rosario Central e se complica nas oitavas da Libertadores
Foto: Lucas Uebel / Grêmio

O Grêmio sofreu novo revés após a eliminação no Gauchão. Diante do Rosario Central, derrota em casa por 1 a 0 pelas oitavas de final da Libertadores da América, em gol anotado por Marco Rubén, ainda no início de jogo.

Sem esboçar reação, os mandantes perdem a partida de ida e procurarão uma classificação heroica na volta, em Rosario. Os 90 minutos finais do mata-mata serão na quinta-feira (5), Às 19h15, no estádio Gigante Arroyito.

Rosario abre o placar cedo e fica sob controle na Arena

O gol do Rosario foi capital para o início do jogo. Em lançamento para área, a zaga do Grêmio entrou em pane. Não afastou de cabeça e nem no domínio do ataque, em bola que sobrou para o arremate firme de Marco Rubén. Da entrada da pequena área, chute forte, de primeira e por baixo de Marcelo Grohe, que não conseguiu reagir: 1 a 0 aos Canallas.

O Tricolor gaúcho demorou a entrar no jogo, se é que entrou na etapa inicial. Aos 25 minutos, Fred cobrou falta de perna direita e mandou alto demais, sem perigo algum ao goleiro Sosa. Dentro da área, durante a cobrança, Bressan atingiu o adversário com o braço, foi denunciado pelo ato e recebeu o cartão amarelo, em mais uma identificação do perfil nervoso do Grêmio na partida.

Em outra disputa no meio de campo, Maicon chegou por cima da bola, solando o adversário e a partida foi novamente paralisada no estádio gremista. O Tricolor, com a redonda em jogo, trocava passes, mas em imensa dificuldades de penetrar o lado do campo, que dirá a área dos áureos cerúleos.

Aos 33 minutos, o defensor Javier Pinola derrubou Luan e foi advertido com cartão amarelo. Não tardou para Maicon mostrar despreparo em outro lance, quando fez nova falta forte e também recebeu o cartão do árbitro da partida.

Com 39', Douglas sentiu dividida no meio de campo e precisou ser retirado de maca. O Grêmio teve a melhor oportunidade do jogo aos 41, em escanteio. O levantamento partiu da esquerda, Fred conseguiu o desvio e Bolaños, na pequena área, engatilhou um chute alto, perdendo espetacular chance.

O Rosario voltou a rondar a área gremista aos 44, quando Marco Ruben chutou de canhota, carimbando a bola no travessão de Grohe. Na sequência, o cruzamento da esquerda foi por baixo e Marco Rubén chegou batendo prensado por Walace, em tiro sem direção, pela linha de fundo.

Burgos cometeu falta forte sobre Bolaños na esquerda de ataque gremista e tomou o cartão amarelo também.

Grêmio mexe, não reage e sai derrotado da ida

Douglas finalizou a primeira do segundo tempo. Bolaños tentou investida pelo meio, se viu muito marcado e rolou para o camisa 10, que bateu de fora e ela foi fácil aos braços de Sosa.

Herrera, ex-Grêmio, teve chance de carimbar a meta do clube gaúcho. Montoya cobrou escanteio por baixo, a finalização veio da entrada da área e o atacante argentino girou para chutar por cima, mas já estava flagrado em posição de impedimento.

Roger Machado mudou a equipe aos 15 minutos. Maicon deixou o campo e Éverton entrou. A possibilidade de mais um atacante em velocidade e a saída de um volante, com Giuliano passado a ser mais recuado.

Aos 20', sacou Bolaños e colocou Bobô como troca no ataque. Uma referência a mais em troca do desgastado equatoriano, que voltou aos jogos oficiais na semana anterior. A última cartada de Roger Machado foi Lincoln. O jovem meia no lugar da atuação participativa, mas pouco criativa de Douglas.

O jogo se arrastava entre pressão dividida e sentida entre time e torcedores. Os erros de passe do Grêmio foram muitos, o que resultava em pouquíssimas chegadas na área, geralmente à base de lançamentos e cruzamentos. Já com 44 minutos, Luan não conseguiu alcançar e a bola se perdeu na linha de fundo.

Com cinco minutos de acréscimos, o jogo se estendeu até os 50 sem mais chances de gol. A partida de volta será na semana que vem em Rosario, na casa dos Canallas.

VAVEL Logo