Com vantagem, Grêmio recebe Atlético-MG na decisão da Copa do Brasil
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Chegou a hora da grande decisão. Na noite desta quarta-feira (7), às 21h45 (de Brasília), Grêmio e Atlético-MG medem forças na Arena do Grêmio, em Porto Alegre/RS, visando o sonhado título da Copa do Brasil 2016. Os gremistas têm vantagem conquistada no jogo de ida, e os atleticanos vão buscar a grande virada fora de casa.

A espera de Grêmio e Atlético pode estar chegando ao fim. Buscando um título após anos de jejum, o tricolor gaúcho se apega ao placar do primeiro confronto e à sua torcida para buscar a taça da Copa do Brasil. Já o Galo quer o bicampeonato da competição, mas sabe que precisa fazer o jogo de sua vida.

No primeiro jogo da final, disputado no dia 23 de novembro, o Grêmio surpreendeu o Atlético e conseguiu uma grande vitória por 3 a 1 no Mineirão lotado. Mesmo com os famosos gritos de "Eu acredito", os atleticanos viram sua equipe sair derrotada e fazer um jogo abaixo do esperado.

O árbitro da decisão será Luiz Flávio de Oliveira, de São Paulo. Marcelo Carvalho Van Gasse, também paulista, e Kleber Lúcio Gil, de Santa Catarina, serão os assistentes.

A partida, adiada na última semana após o trágico acidente envolvendo a delegação da Chapecoense em Medellín, Colômbia, terá diversas homenagens às vítimas e marcará a volta do futebol brasileiro, que parou por sete dias.

Vantagem anima, mas Grêmio jogará para vencer

Clima de festa passou longe do Grêmio. Mesmo com a vitória animadora no primeiro jogo da decisão, o Tricolor gaúcho não jogará contando com o regulamento. Com treinamentos intensos e muito foco na conquista, a equipe buscará o resultado positivo diante de seu torcedor na Arena.

O Grêmio terá apenas um desfalque para o duelo. Pedro Rocha, decisivo no primeiro confronto, levou dois cartões amarelos e acabou expulso em Belo Horizonte. Com isso, Everton assume a posição no ataque titular do Tricolor.

Renato Gaúcho aproveitou para retificar que sua equipe está focada no título e que vai para vencer: "Cada um precisa colocar a sua cabeça no travesseiro e pensar nas coisas boas que podem acontecer com o título. Após a tragédia, não podemos deixar a torcida triste mais uma vez. Não vai faltar luta, determinação e vontade. Teremos praticamente 60 mil pessoas na nossa Arena e o Grêmio quer ser campeão. Temos muitos atletas que nunca deram uma volta olímpica e eu passo isso pra eles. É bom profissionalmente pra eles e, acima de tudo, eles podem entrar para história do clube. Isso não tem dinheiro que pague. Serão lembrados pelos filhos, pelos netos. Não tem dinheiro que pague. Podem ter certeza que todos eles ouviram bem e pensam da mesma forma. É desse jeito que vamos buscar esse título, com o grupo fechado e querendo. Eles querem e sabem da responsabilidade que eles têm".

O treinador fez questão de treinar cobranças de pênalti durante a semana, já que, se o Galo vencer por dois gols de diferença, o jogo será definido através das penalidades.

"Eu acredito" será principal frase para o Atlético

Acostumado a conquistar grandes viradas nos últimos anos, o Atlético-MG lembrará do histórico para o confronto desta quarta. Mesmo com a desvantagem no placar, os mineiros fizeram mistério e vão com força total para Porto Alegre.

A novidade com relação ao último jogo começa no comando técnico. Após a derrota para o Grêmio, o técnico Marcelo Oliveira não ficou no cargo e acabou dispensado, deixando Diogo Giacomini como treinador.

Giacomini deverá utilizar Rafael Carioca, Júnior Urso e Leandro Donizete no meio-campo, podendo ainda contar com Luan, que se recuperou de lesão e está disponível. Romulo Otero é o único fora e está no departamento médico.

Um que se mostrou confiante para o jogo de volta foi Lucas Pratto: "Se não acreditarmos que não podemos sair de campo campeões, a gente nem entraria em campo. E além disso, futebolisticamente falando nós mudamos muito. No primeiro jogo, fomos muito mal e temos ciência disso, de que temos que mudar tudo para o segundo jogo. E acho que o treinador está tentando isso: mudar a nossa estratégia e a nossa cabeça". 

Rafael Carioca, que ficou fora durante algumas partidas e pode voltar ao elenco titular, também destacou a vontade do Atlético em vencer a Copa do Brasil. "Para gente nunca foi impossível. O nosso discurso é de que não vai ser fácil, mas pro Atlético nada nunca foi fácil. Na nossa cabeça não entra outra coisa a não ser o título. Não sei como vai ser o jogo, mas garanto que empenho não faltará, até por que no primeiro jogo ficou uma impressão muito ruim. Vamos entrar com sangue nos olhos para reverter isso", disse.

Homenagens à Chapecoense

O acidente que tirou a vida de 71 pessoas, incluindo jogadores e comissão técnica da Chapecoense, alterou o mundo do futebol brasileiro durante a última semana. A decisão da Copa do Brasil, que seria disputada no dia 30 de novembro, foi adiada em uma semana e, lembrando das vítimas, as equipes e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) planejaram uma homenagem.

Antes do jogo, as bandeiras da Chapecoense, do Brasil, da Colômbia, do Grêmio e do Atlético entrarão no gramado. As crianças que vão entrar com os jogadores estarão com camisas escritas "Força Chape" e as duas equipes devem utilizar o escudo do Verdão ao lado do seu. O minuto de silêncio terá os dois times no círculo central.

Além das cerimônias oficiais, a torcida do Grêmio planeja homenagear as vítimas nas arquibancadas, incluindo com uma grande camisa da Chapecoense. A Arena terá algumas faixas com "Força Chape".

VAVEL Logo