Em final emocionante, Santos se consagra campeão do e-Brasileirão 2016
(Foto: Divulgação/CBF)

De 20 equipes, sobraram apenas quatro. Entre os melhores, apenas dois puderam representar seu time do coração na grande decisão da primeira edição do e-Brasileirão, campeonato oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Disputado nesta quinta-feira (8), o torneio consagrou Guilherme Fonseca, o GuiFera, como campeão com o Santos.

Se a primeira fase foi ditada pela emoção, as semifinais não foram diferentes. Os confrontos entre Iago Kellwen (Sport) x Guilherme Fonseca (Santos) e Thiago de Souza (Fluminense) x Cláudio Henrique (Cruzeiro) fizeram o torcedor e fã de vídeo game vibrar a cada lance. Disputados do início ao fim, os duelos mostraram os grandes finalistas da edição inicial: Santos e Cruzeiro.

Semifinais

Santos x Sport

O jogo de ida foi truncado, como já era esperado. No duelo entre duas equipes que jogaram forte na primeira fase, Iago Kellwen e Guilherme Fonseca tiveram grande disputa, mas Santos conseguiu ser melhor e venceu por 2 a 0.

A segunda partida teve um Sport indo para cima desde o início, já que precisava vencer. Sem jogar na defensiva, o Santos de Guilherme Fonseca fez jogo duro e não deixou que o adversário controlasse a bola. Em uma boa oportunidade, Iago Kellwen conseguiu abrir o placar ainda no primeiro tempo. Porém, o inteligente Guilherme colocou Copete e conseguiu empatar o duelo. Iago não ficou atrás e, também com substituição, voltou a ficar na frente com Túlio de Melo.

Iago quis emoção até o fim e, com 87 minutos, ele conseguiu mais uma ótima jogada e conseguiu empatar o placar agregado, marcando 3 a 1. Porém, Guilherme Fonseca mostrou porque é vice-campeão Mundial de PES e, no lance seguinte, fez 3 a 2 com Copete e encerrou a partida.

Cruzeiro x Fluminense

Na primeira partida entre as equipes, o time de Cláudio Henrique começou pressionando bastante Thiago de Souza. Com oportunidades para os dois lados, o Fluminense era levemente melhor e o Cruzeiro acabou tendo um jogador expulso. Entretanto, era disso que Cláudio precisava e, a partir desse momento, a Raposa foi para cima e conseguiu marcar três gols com facilidade, vencendo o jogo de ida por 3 a 0.

Já no duelo de volta, as equipes entraram com muita força e logo o Fluminense abriu o placar, levando o empate do Cruzeiro em seguida. Sem desistir, o Tricolor de Thiago esteve melhor e conseguiu marcar o segundo. Entretanto, o 2 a 1 não foi suficiente e a Raposa chegou na grande decisão.

(Foto: Divulgação/CBF)
(Foto: Divulgação/CBF)

Final

Jogo de ida: Santos 4x2 Cruzeiro

A primeira partida foi exatamente como esperado. Honrando o título de vice-campeão mundial, Guilherme Fonseca foi para cima desde o início, enquanto Cláudio Henrique administrava a pressão. Entretanto, a grande busca pelo gol fez com que o Santos, com Ricardo Oliveira, abrisse o placar com poucos minutos do primeiro tempo. Mesmo na frente, o time paulista seguiu em cima e, no fim da etapa inicial, Lucas Lima recebeu e marcou o segundo.

Durante o segundo tempo, Guilherme ainda foi melhor e Henrique tentava adaptar sua equipe, mas o Santos ficou em situação confortável quando, aos 60 minutos, a equipe roubou bola no campo de ataque e Ricardo Oliveira fez mais um. Henrique ainda diminuiu com William e ainda chegou mais perto pouco depois, deixando o placar em 3 a 2. Porém, GuiFera não deixou barato e fez o quarto com Copete.

Jogo de volta: Cruzeiro 2x1 Santos

Guilherme Fonseca já começou com tudo na partida. Mesmo com um início sem muitos espaços, o jogador conseguiu encontrar a primeira oportunidade e marcou, ampliando sua vantagem. Henriquinho não desistiu e, após boa troca de passes, chegou ao empate. Para se manter vivo na disputa, o comandante do Cruzeiro agiu friamente e virou com Alisson.

No segundo tempo, o Santos tentou buscar tranquilidade, mas o Cruzeiro seguiu buscando o título. Mesmo assim, Guilherme controlou os minutos finais e, mesmo sofrendo, levou o título brasileiro do e-Brasileirão.

VAVEL Logo