Ídolo no Santa Cruz, Tiago Cardoso é confirmado como novo goleiro do Náutico
Camisa 1 firma vínculo com o alvirrubro por uma temporada após 2016 de altos e baixos na Cobra Coral (Foto: Antônio Melcop/Santa Cruz)

O ano ainda não terminou, mas o Náutico segue se reforçando para a próxima temporada. O primeiro reforço oficializado pela diretoria do Timbu é o goleiro Tiago Cardoso, ídolo no arquirrival Santa Cruz. Na tarde desta segunda-feira (19), os dirigentes alvirrubros confirmaram o acerto com Tiago, firmado até o final de 2017, para disputa da Série B, do Campeonato Pernambucano, da Copa do Brasil e do Nordestão.

Destaque desde 2011, sendo titular incontestável, o novo camisa 1 do time alvirrubro tem a missão de substituir Júlio César. A negociação foi longa e veio se arrastando desde o final da Segundona, após haver troca no comando da equipe da Rosa e Silva. Chegou Dado Cavalcanti no lugar de Givanildo Oliveira, demitido por não conquistar a vaga na elite, prometendo reformulação no elenco.

Apesar de ter se desvinculado do Mais Querido, antes do término da Série A, o jogador sai com saldo positivo. Nos seis anos que esteve na meta coral, conquistou cinco vezes o Estadual, sendo craque em 2016 e o melhor da posição em 2011 e 2013, bem como nesta temporada. O atleta esteve presente nos títulos da Copa do Nordeste e da Série C em 2013.

Enquanto Rodolpho não tem futuro definido, Júlio pode fechar com o Mais Querido (Foto: Léo Lemos/Náutico)
Enquanto Rodolpho não tem futuro definido, Júlio pode fechar com o Mais Querido (Foto: Léo Lemos/Náutico)

Por outro lado, Júlio pode estar trocando o escrete vermelho e branco pelo Tricolor do Arruda. Os altos salários no Aristócratico fazem com que haja uma mudança de ares. Já acostumado com a cidade e com o interesse podendo ser consolidado, tendência é de que o negócio seja findado com sucesso a ambos.

Depois de ter altos e baixos ao longo do ano, Tiago decidiu rescindir o vínculo com o Santa e, para acertar com o Timba, precisou readequar as questões financeiras. De acordo com Eduardo Henriques, diretor de futebol do Náutico, as conversas não tiveram imbróglios, uma vez que tiveram início depois da rescisão concretizada.

"Foi uma das negociações mais tranquilas. Só não podíamos anunciar algo, estando Tiago ainda com vínculo com o Santa Cruz, por questões éticas. Quando ele rescindiu é que tornamos público. Não teve nada de dificuldade para fechar. Em menos de 24 horas, acertamos tudo", disse o dirigente ao portal SuperEsportes.

VAVEL Logo