Após afastamento de titular, Ivan Brondi é empossado como novo presidente do Náutico
Ivan já estava interinamente no comando do Clube desde maio de 2016 (Foto: Divulgação/Náutico)

Na noite dessa segunda-feira (19), Ivan Brondi foi empossado presidente do Clube Náutico Capibaribe. Ivan foi efetivado em cerimônia na sala de reunião do Conselho Deliberativo e permanece à frente do executivo Alvirrubro até o fim da temporada de 2017, onde haverá uma nova eleição.

Em dezembro de 2015, com apenas dez votos de diferença, o economista Marcos Freitas – chapa "Náutico de Todos" – venceu a eleição para ser o novo mandatário do Timbu no biênio 2016/2017. Poucos meses depois, em maio, Marcos se afastou do clube com um pedido de licença médica.

Ivan Brondi, o vice, assumiu interinamente o clube durante quase toda a Série B. Na última sexta-feira, Marcos decidiu se afastar definitivamente do cargo, enviando uma carta de Renúncia.

A partir de hoje, o novo presidente do Clube Náutico Capibaribe é Ivan Brondi de Carvalho, sem vice-presidente. De acordo com o estatuto do Clube, o próximo na linha sucessória é o presidente do Conselho Deliberativo, Gustavo Ventura.

Em seu primeiro discurso como presidente, Ivan falou sobre o jejum de quase 13 anos e reafirmou a esperança em fazer o Náutico campeão novamente. "O trabalho será árduo, mas com a ajuda de todos alcançaremos os nossos objetivos e de mãos dadas honraremos nossas obrigações", encerrou.

Um dos maiores ídolos da história do Náutico, Ivan foi o jogador que mais atuou no hexacampeonato – entre 1963 e 1968 –, estando em mais de 90% das partidas. O meia também fazia parte do elenco que venceu o Santos de Pelé na semifinal da Taça Brasil e, com o Timbu, representou a primeira equipe pernambucana na Copa Libertadores da América.

VAVEL Logo