Avaí vence Chapecoense em clássico estadual e ganha ânimo na luta contra Z-4
Foto: Frederico Tadeu / Avaí F.C

Em noite de estreia do terceiro uniforme do Avaí, a equipe comandada pelo Claudinei Oliveira, que estava fazendo um ano à frente do clube, bateu a Chapecoense em duelo direto contra o rebaixamento pelo placar de 1 a 0, neste domingo (27), com gol de Joel. Partida válida pela 22ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

A soma dos três pontos fez o Leão subir uma posição na tabela, e ultrapassar o São Paulo. Com isso foi para 17ª colocação com 25 pontos, mesma pontuação da Chapecoense, o primeiro time fora do Z-4, ficando atrás somente pelos critérios de desempate no número de vitórias.

Agora o Avaí viaja até o Recife, e encara o Sport, na Ilha do Retiro, às 16h no domingo (10) da próxima semana, devido a paralisação da competição com as Eliminatórias da Copa do Mundo. Já a Chapecoense recebe o Cruzeiro, no mesmo dia, mas às 19h, na Arena Condá.

Primeiro Tempo pegado e de muita velocidade

O primeiro tempo foi bem disputado e de movimentação das duas equipes. O Avaí teve seis finalizações em gol, contra quatro dos visitantes. Mesmo com todo o equilíbrio técnico, o time da casa foi levemente superior. Júnior Dutra teve duas chances, uma de cabeça e outra com o pé, e ambas as vezes errou a meta de Jandrei.

E Joel com destaque na partida, aos 31 minutos, após cruzamento de Juan em cobrança de falta, o atacante antecipou a defesa e desviou de cabeça colocando o time da casa na frente.

 A Chapecoense teve apenas uma chance real de fazer gol e reclamou demais da arbitragem, primeiro em suposto pênalti devido a uma bola na mão, e depois por uma reversão de lateral de Reinaldo, que levou a expulsão de Vinícius Eutrópio.

Chape domina o segundo tempo, mas não altera o placar

Na etapa final, a Chapecoense voltou com todo o ataque para frente, atrás do empate. Com mais posse de bola, começou a dominar as ações, levando muito perigo para a meta de Douglas. Wellington Paulista quase marcou duas vezes de cabeça, mas o atacante foi parado primeiro por Betão, que tirou de bicicleta em cima da linha, depois pela trave.

Se não fosse pela linha de defesa e do goleiro da equipe avaiana, a Chapecoense sairia com resultado melhor, o que não aconteceu. O Leão da Ilha aguentou bem a pressão e manteve o placar de 1 a 0 na Ressacada

VAVEL Logo