Marcelo Oliveira lamenta tempos distintos, mas comemora empate do Coritiba
Foto: Divulgação/Coritiba

Se pelo lado do Vasco da Gama, o discurso do pós-jogo é de lamentação pela perda da oportunidade de vencer a quarta partida seguida, já no vestiário do Coritiba, o clima é outro. É verdade que Marcelo Oliveira, treinador Coxa Branca, sentiu que a equipe deixou a desejar na maneira de jogar as metades do jogo, destacando as diferenças entre as atuações de primeiro e segundo tempo. Mas o discurso do treinador, no fim da coletiva, destacou o entusiasmo pelo ponto conquistado no Rio.

Acho que fica esse ensinamento. A lição de que o futebol tem dois tempos e temos de estar atentos. Nós entramos moles, sem marcar bem e sem jogar. Depois que levamos o gol, reagimos. Isso não pode acontecer. Conversamos nesse sentido, pois sabíamos que o Vasco viria pra cima, tem jogadores hábeis para isso e vinha de resultados importantes. O ideal era criar mais oportunidades, mas foi importante esse gol e esse resultado fora. Temos mais um jogo fora de casa, contra o Sport, e depois dois em casa. Precisamos somar pontos nesse momento”, destacou o treinador.

Marcelo ainda pincelou mais profundamente sobre a atuação dos jogadores durante a partida. Após o Vasco abrir o placar, aos 15 minutos, o Coritiba conseguiu se aproximar mais do equilíbrio das ações de jogo, até que melhorou na segunda etapa, chegando ao empate com Rildo.

No segundo tempo as coisas mudaram. Fomos mais competitivos. Tivemos uma marcação melhor e estivemos mais próximos da área do Vasco. Além disso, no finalzinho, poderíamos até ter sido coroados com uma vitória. Nas circunstâncias que estamos, e do jogo que foi, foi um bom resultado”, finalizou.

Pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Coxa volta a campo no próximo domingo (29), diante do Sport, na Ilha do Retiro, no Recife. O pontapé inicial da partida está marcado para as 18 horas (de Brasília).

VAVEL Logo