Recordar é viver: há oito anos, Fluminense eliminava Flamengo da Copa Sul-Americana
Recordar é viver: há oito anos, Fluminense eliminava Flamengo da Copa Sul-Americana

Há oito anos, o Fluminense fez bom uso do regulamento, empatou por 1 a 1 e eliminou o Flamengo na Copa Sul-Americana. Na primeira partida, os dois times ficaram no empate por 0 a 0, na "casa do Tricolor". Como as regras da competição fazem distinção de mando de campo mesmo com  equipes da mesma cidade, o Flu avançou por causa do gol que fez como visitante. Situação parecida com o que acontece nesta quarta-feira (1), quando o Fla-Flu novamente decide vaga no torneio internacional.

Ao contrário do duelo anterior, quando o então técnico Renato Gaúcho escalou os reservas, desta vez ele optou pelos titulares. Roni abriu o placar, de pênalti, e Denis Marques igualou. Mais do que reclamar das regras da competição, o Flamengo deve lamentou o primeiro jogo. Na ocasião, enfrentou os reservas do rival, desperdiçou muitas chances e empatou por 0 a 0. Na época: mantinha a sina de não conseguir vencer na Copa Sul-Americana - sempre foi eliminado na primeira fase em três participações anteriores. Nesta quarta-feira, precisa de apenas um empate para se classificar, já que venceu a ida por 1 a 0, gol marcado por Éverton.

Como foi a partida?

O Maracanã vazio - pouco mais de 12 mil presentes - assistiu a um início de jogo promissor, com uma chance para cada lado. Aos dois minutos, Cássio levantou, Luiz Alberto cabeceou sozinho na segunda trave, mas Bruno agasalhou. Na sequência, Emerson arrancou pela ponta esquerda e bateu rasteiro para a área. Rafael defendeu parcialmente, e Denis Marques não abriu o placar porque escorregou.

Para piorar para os rubro-negros, Emerson sentiu dores na coxa direita e pediu para sair aos 25 minutos. Zé Roberto o substituiu. Outra vez a chance de o Flamengo abrir o placar caiu nos pés, ou melhor, na canela de Denis Marques. Ele recebeu cruzamento de Aírton e chutou torto e por cima. 

Postado defensivamente, o Fluminense apostou nos contragolpes para surpreender. Mas as saídas equivocadas da defesa dificultaram a continuidade das jogadas. Na primeira que acertou, Ronaldo Angelim fez falta em Kieza fora da área, mas o árbitro chileno Carlos Chandia errou e marcou pênalti. Roni cobrou no canto direito e abriu o placar.

O Flamengo voltou para a etapa final precisando virar o placar para conseguir a classificação. Mas o ataque formado por Denis Marques e Zé Roberto não ajudou. Sobretudo pela atuação do primeiro, que se enrolou diversas vezes. O jeito foi recorrer à bola parada. Aos oito, Petkovic bateu no canto direito e Rafael saltou para espalmar.

Quando parecia fadado às vaias, Denis Marques reagiu. Ele recebeu na intermediária, girou, driblou três tricolores e chutou. A finalização até seria ruim. Mas desviou em João Paulo e Zé Roberto e entrou no ângulo direito de Rafael, aos 15.

O empate despertou a torcida rubro-negra, e o Fluminense tratou de controlar o jogo, que teve um gol bem anulado por impedimento de Kieza. Com o regulamento embaixo do braço, o Tricolor abusou da cera nos minutos finais e ainda foi ajudado por David e Fierro. O zagueiro e o chileno foram expulsos por "matarem" jogadas ofensivas do adversário. 

VAVEL Logo