Egídio revela inspiração na torcida do Cruzeiro em lance de gol contra Villa Nova e já projeta Libertadores

Lateral foi muito importante no tento que deu a vitória da Raposa sobre o Leão do Bonfim no último sábado (17)

Egídio revela inspiração na torcida do Cruzeiro em lance de gol contra Villa Nova e já projeta Libertadores
Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Um gol, no fim das contas, é bola dentro da meta. No entanto, a construção da jogada que resulta no tento também tem seus créditos e méritos. No último sábado (17), o Cruzeiro venceu o Villa Nova por 1 a 0 com gol de Rafinha, mas o lance teve uma participação importante do lateral-esquerdo Egídio.

Na saída de bola do Villa ainda no seu campo de defesa, o atleta da Raposa, de costas para o longo chute do jogador do Leão do Bonfim, fez um belo domínio e virou na direita para Rafinha, que seguiu no lance até concluir em gol. Nesta segunda, em coletiva na Toca, Egídio comentou sobre a jogada.

"Foi um 'chutaço' que o zagueiro deu que ele foi muito alto e a bola não veio reta. Quando ela começou a cair, olhei para a torcida, aquele mar de gente, e eu sabia da responsabilidade que eu me propus. Fui confiante, porque é difícil dominar uma bola daquela. Nem todos tentam. Pode bater na canela, no joelho. Mas eu dominei aquela bola porque no Mineirão me sinto em casa e fui com confiança", afirmou.

Com seis vitórias e um empate em sete jogos, o Cruzeiro tem feito um ótimo começo de temporada. A equipe, pelo elenco que tem, é vista como uma das favoritas ao que disputará em 2018. Essas análises externas, no entanto, não podem impedir que o atletas celestes mantenham seu foco e os pés no chão. Quanto a isso, Egídio destacou a experiência do grupo mineiro.

"Vemos no nosso dia a dia a fisionomia de cada atleta, a simplicidade, o querer, com pés no chão. Somos unidos, um ambiente muito bom. A tendência é que a gente crescia ainda mais. Vamos ter a sabedoria de acalmar os ânimos e acelerar quando tiver que acelerar. O grupo é experiente", colocou.

O Cruzeiro vai enfrentar o Boa Esporte no sábado (24), pelo Campeonato Mineiro. Em seguida, a Raposa vai virar a chave para a sua estreia na Libertadores, na terça (27), contra o Racing. O confronto em Avellaneda, na Argentina, vai marcar o primeiro passo do time celeste na busca pelo tri da América, e a projeção é de duelo complicado em solo vizinho.

"Sabemos que será um jogo muito difícil. Temos esse conceito. Nada melhor que ter uma semana inteira para poder trabalhar e se projetar para esse jogo. Lembrando que temos um jogo sábado. É fazer o que estamos fazendo. Estamos treinando firme, um respeitando o outro, fazendo o melhor em prol do Cruzeiro para fazer uma grande estreia", pontuou Egídio.