Thiago Larghi exalta empenho dos jogadores em goleada contra Botafogo-PB

É a segunda vitória seguida do interino à frente do Atlético-MG; ele ganha mais tranquilidade para seguir com o trabalho na Cidade do Galo

Thiago Larghi exalta empenho dos jogadores em goleada contra Botafogo-PB
Auxiliar técnico comanda o Atlético desde a derrota contra a Caldense por 2 a 1 pelo Campeonato Mineiro (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

O Atlético-MG avançou para a terceira fase da Copa do Brasil nesta quarta-feira (21). Com direito a goleada uma goleada pelo placar de 4 a 0 em cima do Botafogo-PB por um placar de 4 a 0, no Estádio Almeidão, em João Pessoa. O alvinegro de minas quebrou uma sequência invicta do clube da Paraíba, que ainda não tinha perdido esse ano.

O triunfo afasta de vez o fantasma da crise que assombrou o Galo no início da temporada, que encontrou seu ápice na estreia dos mineiros na competição. O empate contra o xará do Acre revelou a pior face do Atlético. Memórias que o torcedor quer deixar para trás.

E, sem dúvidas, um dos responsáveis por fazer o elenco deslanchar é o técnico interino Thiago Larghi. No posto desde a demissão de Oswaldo de Oliveira, no dia 9, o auxiliar conquistou sua segunda vitória seguida – e com méritos.

O profissional se utilizou da velha máxima do futebol: “Em time que ganha não se mexe”, e iniciou a partida com os titulares que venceram o América-MG no domingo (18).

Ainda no primeiro tempo, saiu o primeiro gol. Com direito a muita velocidade e troca de passes, que ditaram toda a atuação do Galo, Cazares saiu do banco e foi crucial para o esquema de jogo, que privilegiava os contra-ataques. Em entrevista coletiva dada após a partida, Thiago Larghi exaltou o empenho do elenco para a conquista da vitória.

“A gente levou muito a sério [o jogo contra o Botafogo-PB]. O principal é o grupo de jogadores muito comprometidos, a fim de vencer, a fim de trabalhar. Trabalharam bem durante a semana passada. O grupo que ficou [em Belo Horizonte] e que pôde fazer um treino antes da viagem [a João Pessoa, cidade em que o jogo foi realizado] também se aplicou. Acho que a aplicação deles é o segredo do resultado. Quando eles se empenham assim, o resultado acontece”, contou.

Diferente do que foi apresentado no início do ano, o Atlético apresenta, agora, padrão de jogo. E, pouco a pouco, começa a corrigir erros de marcação e posicionamento. O comprometimento dos jogadores foi exaltado pelo interino.

“O time se aplicou, se comportou bem e conseguiu a vitória. O principal é o grupo de jogadores comprometido e a fim de vencer, de trabalhar. Eles trabalharam bem na semana passada e acho que a aplicação deles é o segredo do resultado”, avaliou Larghi.

Thiago explicou, ainda, a opção por trabalhar com um time mais veloz – trabalho realizado desde os tempos de Oswaldo e, que só agora, começa a dar resultado.

“Essa é uma das características. A gente treina defesa, treina ataque. Essa é uma das características do time, que está explorando o seu próprio potencial. Os jogadores estão envolvidos e comprometidos. Os resultados acontecem quando eles se empenham desta forma”, explicou.

Futuro

A boa sequência dá tranquilidade para o Atlético, que viveu um período de turbulência no início do ano. A diretoria segue em busca de um nome para o comando do elenco, mas, apesar disso, o nome de Larghi ganha força internamente e, também, nas arquibancadas. Antes da goleada na Paraíba, o presidente Sérgio Sette Câmara demonstrou estar satisfeito com o trabalho do auxiliar técnico, mas não descartou procurar por outros profissionais.

“O Thiago é um funcionário fixo do clube. Ele está interinamente nessa posição. Estamos avaliando o trabalho dele e alguns nomes. Não estou com pressa. O trabalho dele tem sido muito bem-feito, tem experiência de trabalhar com outros treinadores e está colocando em prática. O conhecimento dele ainda é muito maior do que a embocadura que ele tem como treinador, mas acredito que isso aí ele vai adquirir com o tempo. Nós ainda não temos isso ajustados, ele ainda não é o treinador do clube, está interinamente, mas estamos avaliando o trabalho dele e outros nomes”, disse o presidente.

Entretanto, como de costume desde que assumiu o posto, Larghi preferiu não se comprometer e tomar para si tal responsabilidade.

“Meu foco continua sendo o trabalho do momento. Sou grato por ser o auxiliar do clube. Procuro desempenhar melhor essa função como técnico interino. Sobre efetivação, isso compete à diretoria. Meu trabalho é gerir o grupo de jogadores, que estão muito empenhados. Meu foco é fazer a função que tenho que fazer”, enfatizou o treinador.

O próximo desafio do Galo na Copa do Brasil será contra um recente algoz do time mineiro da competição. Trata-se do Figueirense, que eliminou o Atlético em 2015. A primeira partida será disputada no dia 28 de fevereiro, em Santa Catarina. A decisão será em Minas, no dia 14 de Março.