Em jogo de muita confusão, Sport e Santa empatam e voltam a se enfrentar em mata-mata

Clássico das Multidões, que encerrou primeira fase do estadual, acabou em 1 a 1. Equipes farão duelo nas quartas de final da competição

Em jogo de muita confusão, Sport e Santa empatam e voltam a se enfrentar em mata-mata
Lucas Araújo/VAVEL BRASIL
Sport
1 1
Santa Cruz
Sport: Magrão, Raul Prata, Ronaldo Alves, Léo Ortiz, Sander, Pedro Castro, Neto Moura, Marlone, Índio (Thomás, min.22), Gabriel, Leandro Pereira (Mikael, min.80)
Santa Cruz: Tiago Machowski, Vitor, Augusto Silva, Genílson, Paulo Henrique, Jorginho (Leandro Salino, min.46), Luiz Otávio, Daniel Sobralense (Jeremias, min.57), Fabinho Alves (Geovane, min.82), Robinho, Héricles.
Placar: 1-0, min.24, Thomás. 1-1, min.40, Fabinho Alves.

Mesmo com a classificação garantida para as quartas de final do Campeonato Pernambucano 2018, Sport e Santa Cruz entraram em campo com o objetivo de vencer para subir posições na tabela do campeonato e assim poderem-dependendo dos resultados dos outros jogos- decidir em casa o confronto da fase decisiva do estadual.

Com isso, o começo do jogo refletiu um confronto aberto. A equipe tricolor nos primeiros 10 minutos saindo bem para o jogo diante da marcação avançada do clube rubro-negro e acelerando sua transição com os pontas Robinho e Fabinho Alves.

Mas a proposta da equipe coral em esperar o time mandante no seu campo de defesa fez com que a movimentação dos 4 meio-campistas (Marlone, Gabriel, Neto Moura, Índio/Thomás) na entrelinha tricolor dessem a dinâmica do jogo, sobretudo, no lado esquerdo com Marlone e Gabriel, que teve a primeira chance clara do jogo aos 22 minutos, em chute cruzado dentro da área, defendido por Tiago Machowski.

Apesar disso, o Santa Cruz respondeu rapidamente na bola parada, em cabeçada de Jorginho que passou rente à trave direita de Magrão. Insatisfeito com o rendimento do prata da casa Índio, deslocado à direita, o técnico Nelsinho Baptista sacou o meia aos 23 minutos e colocou Thomás buscando ainda mais movimentação e um pouco mais de incisão para chegar perto da meta tricolor. Deu certo. O meia, ex-santa cruz, no primeiro toque na bola aproveitou deslocamento de Gabriel à direita e cortou para o meio para chutar de canhota no ângulo de Tiago. 1 a 0 Sport.

Com o gol, o Leão passou a dominar mais o jogo e a criar mais chancesl. A equipe tricolor apesar de não conseguir neutralizar a transição ofensiva rubro-negra, ensaiava contra ataques promissores e conseguiu ser efetiva aos 40 minutos, quando Hericles, após cobrança de lateral aproveitou espaço deixado por Pedro Castro e deu belo passe para Fabinho Alves, de frente para Magrão, empatar partida.

O Sport ainda voltou a assustar com Leandro Pereira, mas o primeiro tempo terminou  1 a 1. Preocupado com o espaço dado ao meio-campo rubro-negro, o técnico Júnior Rocha sacou Jorginho para colocar Leandro Salino buscando mais poder de marcação. O Sport continuou com maior posse de bola, mas não encontrava tanta liberdade para criar como havia sido no primeiro tempo, visto que a equipe visitante avançou um pouco mais sua marcação e a encaixava melhor quando era atacada. Tanto que o clube mandante só voltou a criar aos 30 e 32 minutos, com Leandro Pereira e Marlone, respectivamente.

Com a saída de Leandro Pereira e a entrada do jovem Mikael, o Sport forçou a movimentação e conseguiu achar espaço aos 44, em chute que Raul Prata desperdiçou para fora. Com isso, o jogo acabou permanecendo no empate.

Com o resultado, o Sport caiu uma posição (3º) e o Santa Cruz subiu uma (6º), fazendo com que as equipes se enfrentem nas quartas de final da competição. O início da próxima fase da competição estava previsto para começar no próximo domingo, dia 11, mas o confronto entre as duas equipes ainda não teve data oficializada.