Foz do Iguaçu vence e impõe terceira derrota seguida ao Coritiba no Paranaense

Coxa jogou com reservas, pensando na Copa do Brasil. O Foz que não tinha nada a ver com isso, se aproveitou da situação

Foz do Iguaçu vence e impõe terceira derrota seguida ao Coritiba no Paranaense
(Foto: Comunicação / Coritiba Foot Ball Club)
Coritiba
1 3
Foz do Iguaçu
Coritiba: Wilson; César Benítez, Alan Costa, Alex Alves e Vinícius Araújo; Matheus Galdezani, Simião, Kady (Thiago Lopes, MIN. 65), Matheus Bueno e Alvarenga (Pablo, MIN. 64); Evandro (Yan, MIN. 77). Técnico: Sandro Forner.
Foz do Iguaçu: Glauber; Paulinho, Alex Maranhão, Leandro Silva e Beltrame; Maycon Canário, André Oliveira, Matheus Olavo (Tarcísio, MIN. 82) e Juninho; Raphael Alemão (Marcelo Soares, MIN. 65) e Luccas Brasil. Técnico: Negreiros.
Placar: 0-1, Matheus Olavo, MIN. 28; 0-2, Raphael Alemão, MIN. 55; 0-3, Marcelo Soares, MIN. 74; 1-3, Yan, MIN. 90.
ÁRBITRO: CRISTIAN EDUARDO GORSKI DA LUZ (PR). Cartões amarelos: César Benítez e Kady (Coritiba).
INCIDENCIAS: Partida válida pela terceira rodada da Taça Caio Júnior, segundo turno do Campeonato Paranaense. Foi disputada neste domingo (11), no Couto Pereira.

Chegando ao confronto em busca de um bom resultado para se recuperar no Campeonato Paranaense, o Coritiba recebeu o Foz do Iguaçu, neste domingo (11) e saiu derrotado de campo em uma partida que os visitantes não deram chance de reação. Os gols do jogo, que terminou 3 a 1, foram marcados por Matheus Olavo, Raphael Alemão e Marcelo Soares, para o Azulão, e Yan para o Coxa.

Apesar do Coritiba estar com um time praticamente reserva em campo, o começo do jogo no Couto Pereira foi equilibrado, com as duas equipes procurando o gol sempre que tinham a posse de bola. A primeira chance foi do Azulão da Fronteira. Raphael Alemão soltou uma bomba de esquerda e, apesar de estar bem no lance, Wilson espalmou para escanteio para evitar o primeiro gol da partida.

Precisando responder com firmeza, o Coxa começou a se soltar mais no jogo e logo conseguiu uma boa oportunidade com Kady, que driblou Alex Maranhão e bateu cruzado, à direita do gol de Glauber. O principal destaque do Foz era o volante Matheus Olavo, responsável pelas bolas paradas e sempre chegando bem ao ataque para finalizar de fora da área.

Em uma dessas faltas cobradas por ele, Olavo marcou um verdadeiro golaço no Major. De muito longe, o volante cobrou com muita categoria, no ângulo esquerdo de Wilson, que pulou para tentar a defesa, mas não teve a mínima chance. Perto do fim da primeira etapa, Alvarenga quase conseguiu o empate para a equipe alviverde, mas Glauber fez milagre e decretou a vitória parcial do seu time nos 45 minutos iniciais.

Na segunda etapa, o panorama não mudou. O Foz, apesar de estar vencendo, continuou tentando ampliar o marcador, contando com as chegadas de Luccas Brasil e Raphael Alemão. O primeiro entrou na área e próximo à linha de fundo, deu um elástico entre as pernas de Alan Costa e cruzou para Alemão, sem goleiro, fazer 2 a 0.

Atordoado em campo, o Coxa ainda viu o Foz ampliar e fazer o terceiro com Marcelo Soares, no rebote de uma falta cobrada por Leandro Silva. Com as alterações feitas por Sandro Forner, o Coritiba ainda conseguiu exercer uma certa pressão sobre os visitantes e conseguiu diminuir com Yan, aos 45 do segundo tempo. Mas não foi suficiente para evitar mais uma derrota da equipe Coxa Branca.

Com o resultado, o Coritiba continua sem pontuar na Taça Caio Júnior e agora ocupa a lanterna do Grupo A. O próximo compromisso do Coxa, dessa vez com a equipe titular, é contra o Goiás, na próxima quarta-feira (14), às 19h30, no Couto Pereira, em confronto válido pela Copa do Brasil. No estadual, o alviverde só joga no sábado (17), às 16h30, contra o Cianorte, também dentro de casa.

Já o Foz do Iguaçu, agora com seis pontos, fica na quarta colocação do Grupo A, mas só um atrás de Cianorte e Paraná, que são os atuais times na zona de classificação para as semifinais. A próxima partida, inclusive, é contra o próprio Tricolor da Vila, no domingo (18), às 16h, no Estádio do ABC.