Retrospectiva VAVEL: análise individual do elenco do Coritiba em 2017
Imagem: Arte VAVEL Brasil.

Retrospectiva VAVEL: análise individual do elenco do Coritiba em 2017

Confira a análise de cada jogador da equipe coxa-branca na temporada de 2017

ribeiirofelipe
Felipe Targino

A temporada de 2017 se encerrou de forma decepcionante para a equipe do Coritiba. O título estadual no primeiro semestre serviu como uma espécie de alento para o roteiro que seria escrito em sequência. Eliminado da Copa do Brasil precocemente, o alviverde paranaense terminou o ano com 33 pontos e a 17º colocação no Campeonato Brasileiro, amargando assim o rebaixamento na competição nacional mais importante do calendário futebolístico no país.

Embora a temporada mereça ser esquecida em diversos aspectos, esta retrospectiva busca analisar o desempenho individual dos jogadores da equipe coxa-branca. A VAVEL Brasil pontua quem se destacou, as decepções, as surpresas, como os jogadores contribuíram para o ano de 2017 do Coritiba. Confira abaixo como ficou nossa análise.

Goleiros:

Wilson - Principal nome do Coritiba em 2017. Único jogador a atuar em todas as 57 partidas disputadas pela equipe. Além de decisivo em muitos jogos com grandes defesas, o arqueiro também mostrou versatilidade marcando dois gols de pênalti ao longo da temporada.

Rafael Martins - Passou a ser relacionado para as partidas com a chegada do técnico Marcelo Oliveira, entretanto, com a titularidade absoluta de Wilson, não teve oportunidades na temporada.

William Menezes - Chegou a ser relacionado para alguns jogos enquanto Pachequinho era o técnico do time. Assim como seu colega de posição não atuou na temporada. Seu contrato se encerra em dezembro desse ano.

Bruno Brígido - Sob o comando do técnico Pachequinho, intercalou partidas com o companheiro William Menezes no banco de reservas, chegando até a serem relacionados juntos. Também não atuou na temporada.

Laterais:

Dodô - Formado no Coritiba, a jovem promessa chegou a atuar pela Seleção Brasileira de base no início do anp. Dodô jogou 22 partidas em 2017 pelo coxa. Lateral-direito de origem, por conta da versatiliade, com o técnico Marcelo Oliveira passou a atuar como meia durante as partidas. Acertou sua transferência para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, no fim da temporada.

Léo - Após saída turbulenta do rival Atlético-PR, o lateral foi cedido por empréstimo pelo Flamengo até o fim da temporada. Com Marcelo Oliveira, foi titular em boa parte do Brasileirão na lateral-direita. Criticado no início, conquistou a posição aos poucos e jogou 23 partidas em 2017.

Henrique Gelain - Formado nas categorias de base do Coritiba, o lateral-esquerdo foi pouco utilizado na temporada. Mesmo aparecendo como opção no banco no primeiro semestre do ano, Henrique entrou em campo apenas duas vezes.

Rodrigo Ramos - Titular da lateral-direita após Pachequinho ser efetivado como técnico no primeiro semestre do ano, sofreu com lesões ao longo da temporada e perdeu espaço na equipe. Ao todo, jogou 13 partidas, marcou um gol e deu três assistências.

William Matheus - Titular absoluto com o técnico Pachequinho, se destacou no Campeonato Estadual, chegando a marcar um gol e efetuar duas assistências. Apesar de ter sido titular da posição por boa parte da temporada, o lateral esquerdo lidera uma estatística negativa, sendo o jogador que mais errou passes (151) do time em 2017. Jogou ao todo 31 partidas.

Thiago Carleto - Contratado em maio de 2017, conquistou a vaga de titular já no segundo semestre, sob o comando do técnico Marcelo Oliveira. Se destacando nas cobranças de falta por conta de seu chute potente, o lateral-esquerdo de origem também atuou por diversas vezes no meio-campo. Carleto marcou dois gols e se tornou o líder de assistências do coxa, com oito passes no total. Além de ser o jogador do elenco que mais acertou cruzamentos (50) no Campeonato Brasileiro. Disputou 21 jogos em 2017, entretanto, não permanecerá no time na próxima temporada.

Zagueiros:

Geovane - Formado na base do coxa-branca, foi pouco utilizado na temporada. Zagueiro pela direita, Geovane participou apenas de um jogo em 2017.

Luizão - Contratado em junho de 2017 por empréstimo junto ao Londrina, Luizão atuou em seis jogos como titular, mas não agradou. O zagueiro não voltou a ser utilizado e, com o fim da temporada, deve retornar ao rival paranaense.

Márcio - Contratado por empréstimo até dezembro de 2017 junto ao Atibaia no início do ano, o zagueiro passou a ser titular com o técnico Pachequinho no começo do Brasileirão. Mesmo perdendo espaço pouco tempo depois, permaneceu sendo relacionado para as partidas. Jogou em 26 oportunidades, marcou um gol e deu uma assistência.

Cleber Reis - Um dos últimos jogadores a chegar no clube. Emprestado junto ao Santos em agosto de 2017, o zagueiro conquistou espaço na equipe com o técnico Marcelo Oliveira. Ao todo, Cleber participou de 14 jogos e marcou dois gols na temporada.

Romercio - Formado na base do Coritiba, atuando como zagueiro pela esquerda, Romercio foi utilizado apenas uma vez na temporada de 2017.

Thalisson Kelven - Outro formado na base do Coritiba que também atuou pouco na temporada de 2017. Thalisson é zagueiro pela esquerda, foi titular em duas oportunidades e jogou apenas três vezes no ano.

Walisson Maia - Um dos veteranos do clube, o zagueiro perdeu espaço na equipe titular ao longo da temporada por causa das lesões. Atuou em 25 partidas e marcou um gol em 2017.

Werley - Contratado no início da temporada, o zagueiro chegou para tomar conta da posição. Transmitindo segurança, Werley participou de 40 das 57 partidas do Coritiba em 2017, todas como titular. O jogador também foi efetivo no ataque, marcando seis gols no ano.

Volantes:

Alan Santos - Experiência e confiança. Em sua terceira temporada seguida na equipe, o volante foi titular absoluto na campanha do time em 2017. Em 41 jogos, Alan marcou dois gols, deu seis assistências e é o jogador líder em passes certos (987) do Brasileirão no elenco coxa-branca. Seu contrato se encerra em dezembro deste ano.

João Paulo - Assim como o companheiro de posição, joga sua terceira temporada pelo clube paranaense, no entanto, o volante foi pouco utilizado nessa temporada. Atuou em apenas cinco jogos, sendo dois como titular.

Vitor Carvalho - Oriundo da base do Coritiba, Vitor teve poucas chances na temporada de 2017. O volante jogou apenas uma vez no ano, sendo titular na última rodada do Campeonato Brasileiro.

Edinho - Utilizado no primeiro semestre, volante perdeu espaço ao longo do ano. Mesmo assim, passou a aparecer como opção no banco de reservas. Atuou em 20 oportunidades na temporada de 2017, 11 como titular.

Jonas - Após alternar muitos jogos como titular e opção no banco com Pachequinho, o volante ganhou espaço com a chegada do técnico Marcelo Oliveira. Líder de desarmes da equipe coxa-branca no Brasileirão (97), Jonas atuou em 37 partidas e tem empréstimo cedido pelo Flamengo até dezembro deste ano.

Matheus Galdezani - Titular com Pachequinho, perdeu espaço com a boa fase do companheiro de posição. Mesmo assim continuou sendo utilizado como uma das principais opções no banco de reservas, participou de 37 jogos ao todo na temporada de 2017.

Meias:

Baumjohann - O meia alemão chegou ao clube em julho de 2017. Após ser relacionado em três partidas, sofreu uma lesão na mão durante um treinamento. Atuou em apenas dois jogos na temporada deste ano.

Daniel - Pouco utilizado nesta temporada, o meia atuou apenas seis vezes em 2017, sendo apenas uma como titular.

Anderson - Jogador experiente, chegou com pinta de titular. Fez um bom primeiro semestre marcando três gols e com duas assistências. Devido as constantes lesões, perdeu espaço na equipe. Anderson atuou em 23 jogos, sendo 16 como titular.

Tomas Bastos - Contratado em maio de 2017 como aposta após bom Campeonato Paranaense, o meia foi titular no começo do Brasileirão sob o comando de Pachequinho. Porém, perdeu espaço na equipe e acabou atuando apenas em 12 jogos na temporada, cinco como titular.

Tiago Real - Titular absoluto com o técnico Pachequinho, acabou perdendo espaço no segundo semestre e passou a aparecer como opção no banco de reservas. Atuou em 35 jogos na temporada, sendo 26 como titular, deu quatro assistências em 2017.

Rafael Longuine - Ao lado de Cleber Reis foi um dos últimos a chegar no clube. Emprestado junto ao Santos em agosto de 2017, atuou em apenas sete partidas na temporada, sendo quatro como titular.

Yan Sasse - Alternando jogos entre a titularidade e a reserva, passou a ter mais oportunidades com a chegada do técnico Marcelo Oliveira. Marcou dois gols mas atuou pouco na temporada, foram apenas 11 jogos, sendo sete como titular.

Atacantes: 

Alecsandro - Contratado em maio de 2017, ganhou oportunidades na equipe com Pachequinho. Atuou em 16 oportunidades, sendo oito como titular. Perdeu espaço devido as constantes lesões durante a temporada.

Filigrana - O centroavante colombiano também chegou ao time alvivede em 2017. Pouco utilizado, disputou apenas 13 jogos no ano, sendo quatro como titular. Marcou apenas um gol.

Léo Santos - Contratado nesta temporada, o atacante de lado do campo foi pouco utilizado em 2017. Atuou em oito oportunidades e apenas uma como titular, marcou um gol.

Neto Berola - Titular com o técnico Pachequinho em boa parte do primeiro semestre do ano, o atacante perdeu espaço no time por conta das lesões durante a temporada. Atuou em 29 partidas, 11 como titular.  Marcou três gols e deu três assistências.

Getterson - Chegou como aposta junto com Tomas Bastos após o Campeonato Paranaense. Por conta da concorrência, o centroavante pouco atuou em 2017. Disputou nove partidas, três como titular.

Iago - Titular no primeiro semestre do ano, perdeu espaço no time principal mas continuou sendo utilizado como opção no banco de reservas. Disputou 33 partidas na temporada de 2017, sendo 13 como titular. Marcou dois gols.

Rildo - Atacante de velocidade, apareceu como titular em boa parte da temporada, se tornou homem de confiança de Marcelo Oliveira. No Brasileirão, foi o jogador que mais sofreu falta na equipe coxa-branca (111). Participou de 39 jogos e marcou seis gols.

Keirisson - Cria da base coxa-branca, o atacante voltou para o clube recentemente mas atuou pouco na temporada de 2017. Disputou apenas cinco jogos, um como titular da equipe.

Henrique Almeida - Em sua segunda passagem, terminou a temporada como vice-artilheiro do coxa-branca com 12 gols marcados, efetuou quatro assistências e liderou a estatística como jogador que mais finalizou certo (31) em partidas do Campeonato Brasileiro no elenco. Com a ausência de Kleber, se tornou a principal opção da equipe no ataque. No início do ano, chegou a atuar junto com o companheiro de posição. Disputou 47 partidas, sendo 41 como titular.

Kleber - Referência do Coritiba, o atacante teve uma série de problemas na temporada e acabou ficando de fora de boa parte dos jogos. Após bom começo de ano, Kleber acabou punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por seu temperamento explosivo em campo. Além da punição, desfalcou a equipe coxa-branca por conta de uma lesão no pé. Ainda assim, terminou o o ano como artilheiro da equipe com 16 gols marcados. Disputou 31 partidas, sendo 28 como titular.

VAVEL Logo
CHAT