Diego Alves projeta início no Brasileiro e analisa possível saída de Everton: "Pegou de surpresa"

Goleiro também aumentou o coro por Barbieri e elogiou o treinador, que fará sua estreia na primeira divisão do Brasileiro

Diego Alves projeta início no Brasileiro e analisa possível saída de Everton: "Pegou de surpresa"
Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

No último dia de treino antes da estreia no Brasileiro, o goleiro Diego Alves recebeu a imprensa no Ninho do Urubu para sua coletiva. Muito compenetrado e bastante sério, o goleiro Rubro-Negro falou inicialmente sobre o desejo e a importância de vencer o Vitória no Barradão.

“Esse jogo com o Vitória é de extrema importância. Conversamos que é sempre bom iniciar com vitória no Brasileiro. Tivemos duas semanas de preparação, troca de treinador e conseguimos voltar confiantes. Estamos confiantes em fazer uma boa estreia lá no Barradão", disse o camisa 1.

Um dos mais experientes do elenco, Diego Alves comentou a possível saída de Everton para o São Paulo. O atacante pode se despedir da Gávea a qualquer momento, e os rumores indicam que o Tricolor estaria disposto a pagar a multa rescisória do atleta.

“Pegou de surpresa, soube através das notícias. O Éverton é um jogador de extrema importância, todos conhecem faz tempo e tem a confiança do grupo. Questões pessoais são decididas entre ele e a diretoria. Eu só posso falar da importância dele para nosso time. É um jogador que no decorrer dos anos ganhou a confiança da torcida e pode decidir jogos", declarou o goleiro.

Outro ponto bastante discutido ao longo das últimas semanas foi o treinador. Maurício Barbieri foi mantido como técnico e fará sua estreia no Brasileiro da série A, aos 36 anos. Perguntado se a juventude do novo comandante poderia atrapalhar, Diego Alves foi categórico:

“A idade, no meu ponto de vista, não tem muito a ver. Depende muito da característica do treinador, da forma de trabalhar. O Guardiola começou novo, Unai Emery... Isso não faz muito sentido. O resultado, infelizmente, aqui no Brasil é o que fala de treinador”, falou o jogador.

Barbieri já passou por três clubes: Audax-RJ, RB Brasil e Guarani (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Confira outros trechos da entrevista:

Preparação

- Desde a semana passada direcionamos para o jogo de sábado. Brasileirão é difícil em todos os jogos. Queremos começar bem, com vitórias, somando ponto fora de casa, que é importante. O foco total está no jogo do Vitória. Estamos preparados e confiantes

Pressão

- Quando se começa o ano não ganhando o Carioca, pode criar uma interrogação para as pessoas de fora. Aqui dentro, não. Sabemos o que somos, o que podemos corresponder. Tivemos uma troca e começa outra competição.

Campeonato Brasileiro

- O Brasileiro é um campeonato muito difícil. O Carioca já é passado. Estamos vivendo um outro momento e não nos apegamos aos números. O que importa é o que vamos fazer em campo e conquistar na temporada.

Diferenças de Barbieri para Carpegiani

- Cada tem sua característica. O Maurício é um cara que explica muito bem, tem muito comando. O futebol no Brasil vive de resultados, sabemos como funciona, mas estivemos muito perto do Mauricio, que é um treinador estudioso. Temos que dar tempo, duas semanas é muito pouco, mas vemos o Mauricio como muito inteligente, um treinador que quer fazer o seu futuro.