Júnior Rocha enaltece empenho da equipe em busca do empate: "Crescemos no segundo tempo"

O comandante Tricolor achou justo o empate na Arena Pernambuco, na estreia da Série C

Júnior Rocha enaltece empenho da equipe em busca do empate: "Crescemos no segundo tempo"
Em entrevista coletiva, Júnior Rocha comentou sobre a atuação da equipe no empate com o Náutico. FOTO: Youtube / Santa Cruz Futebol Clube.

Feliz pelo empate em 1 a 1, na estreia da Série C, entre Náutico e Santa Cruz, Júnior Rocha chegou a coletiva de imprensa satisfeito com a atuação da sua equipe. Perdendo por um tento a zero, o Tricolor buscou o empate e quase saiu vencedor do segundo Clássico das Emoções da temporada, agora pelo brasileiro.

 

Na partida, Júnior Rocha viu o Náutico assustar o Santa Cruz duas vezes, com duas bolas alçadas na área, chegando a beijar o travessão de Tiago Machowski nas duas ocasiões. Na terceira tentativa alvirrubra, Camacho achou Ortigoza. O Paraguaio abriu o placar na Arena de Pernambuco. Questionado sobre a estatura da defesa, Rocha reconheceu a preocupação com a bola aérea, muito treinada durante a semana, e chegou a orientar os defensores. "A estatura influencia, principalmente quando fica indefinido. Teve um escanteio antes e aconteceu a mesma coisa. Pedi pra os zagueiros abrirem mais, o batedor deles não batia fechado. A gente sofreu, nos dois lances. Vamos corrigir, mostrar vídeos e fazer ajustes", disse Rocha.

 

Com um primeiro tempo bem abaixo do esperado, o treinador Coral contou com a ajuda dos suplentes que, ao serem acionados, equilibraram a partida. Júnior Rocha enalteceu a entrada dos suplentes na partida e disse que os acionados estavam preparados. "Foi um jogo aberto, franco, ofensivo. Nós conseguimos ajustar no segundo tempo. O pessoal que entrou no segundo tempo foi bem. Isso porque eles se prepararam. Ele (Jeremias) entrou bem, mudou o jogo. Crescemos demais no segundo tempo. Esse mérito é de quem se prepara para entrar no segundo tempo. A questão da parte física foi algo que elogiei ao final do jogo. Nossos treinos são intensos. Nossa atitude foi boa. Conseguimos rodar mais a bola e criar", afirmou o treinador.

 

Já prevendo uma certa “dor de cabeça” quanto as próximas escalações, Júnior Rocha comentou sobre algumas atuações individuais, reconhecendo uma baixa apresentação de alguns atletas e boa partida de outros. De modo geral, reforçou as opções que tem no plantel. “Temos alguns jogadores abaixo no dia. Seis não carregam quatro. Então essa leitura no segundo tempo foi boa. Robinho veio jogar pelo meio, teve essa leitura. É um jogador muito disciplinado. Sandoval fez um grande Paulistão e vai brigar pela posição. Nossa disputa interna é muito boa. Jeremias entrou bem, Augusto também. Vai existir falhas individuais. Futebol é assim. Clássico é definido num detalhe. Precisamos corrigir isso. É natural que essa disputa interna coloque alguém pra jogar. Um exemplo: se Luiz Otávio tiver suspenso e Johnny entrar bem, ele vai ficar. Vamos ver o dia a dia", acrescentou Rocha.