No reencontro de Milton Cruz e Rogério Ceni, Figueirense tenta se recuperar contra líder Fortaleza
Foto: (Luiz Henrique/Figueirense FC)

No reencontro de Milton Cruz e Rogério Ceni, Figueirense tenta se recuperar contra líder Fortaleza

Após duas derrotas, sendo uma no clássico contra o Avaí, o Alvinegro encontra o primeiro colocado invicto da Série B; ex-companheiros de São Paulo, treinadores se enfrentam pela primeira vez

rafaella-bonassi
Rafaella Bonassi
FigueirenseDenis; Diego Renan, Nogueira, Eduardo e Lazaroni; Pereira, Abuda (Matheus Sales), João Paulo, Ferrareis e Jorge Henrique; André Luís.
FortalezaMarcelo Boeck; Tinga, Diego Jussani, Ligger e Bruno Melo; Jean Patrick, Derley, Edinho e Dodô; Marlon (Wesley) e Gustavo.
ÁRBITRODyorgines José Padovani de Andrade apita a partida, auxiliado por Fabiano da Silva Ramires (ES/CBF) e Vanderson Antônio Zanotti (ES/CBF)
INCIDENCIASPartida válida pela 6ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Atualmente na sétima colocação da Série B do Campeonato Brasileiro com nove pontos, o Figueirense recebe o Fortaleza, líder do torneio, nesta sexta-feira (17) no Orlando Scarpelli, às 21h30, em partida válida pela sexta rodada da Série B. Em situações opostas, já que o Figueira perdeu seus dois últimos jogos quando vinha em uma sequência boa de três vitórias, e o Leão do Pici, além de ser o primeiro da tabela, ainda está invicto na competição.

Os números do histórico do confronto são ligeiramente favoráveis ao Fortaleza, com quatro vitórias em 11 partidas. O Figueirense, por sua vez, já venceu três. Outros três jogos entre os clubes ficaram empatados. O duelo vai marcar o reencontro de Milton Cruz, técnico do Figueirense, e Rogério Ceni, comandante do Fortaleza, que foram companheiros no São Paulo por muitos anos.

Milton Cruz tem que lidar com desfalques

Apesar da necessidade de vitória para voltar a embalar na disputa pelo acesso, Milton Cruz não poderá contar com seus volantes titulares. Os meio-campistas Zé Antônio, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e Betinho, que saiu machucado após o clássico contra o Avaí e, a partir de exames, foi constatada uma ruptura dos ligamentos do tornozelo esquerdo, estão fora da partida.

Para o lugar de Zé Antônio, segundo o técnico Milton Cruz, quem entra é Pereira. Betinho, que vai desfalcar o time por pelo menos um período de quatro a seis semanas, se a cirurgia for descartada, ainda não tem substituto definido.

“Ainda estou avaliando e pensando. Estamos com algumas opções, mas ainda não tem nada definido. Até amanhã eu vejo quem joga. Falamos com o Pereira, que vai no lugar do Zé Antônio. Falta saber quem joga na vaga do Betinho”, comentou Milton Cruz.

Fortaleza com apenas uma dúvida

O técnico do Fortaleza, Rogério Ceni, não vai ter que fazer muitas alterações no time que ganhou por 3 a 0 do Goiás na rodada passada. A única dúvida que existe na escalação é a da vaga de Osvaldo. O atacante se despediu na última partida, já que foi transferido para um time da Tailândia.

O mais cotado para assumir a posição ao lado de Gustavo seria Minho, mas o jogador ainda não tem seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID). Sendo assim, a vaga deve ficar entre Marlon e Wesley.

Apesar da sequência de derrotas do rival, o goleiro Marcelo Boeck, que já atuou na Chapecoense, e portanto conhece o futebol catarinense, destacou a qualidade do Figueirense e pediu concentração para buscar o resultado em Florianópolis.

"O Figueirense tem uma grande equipe e sempre cresce muito em casa, diante do seu torcedor, mas queremos pontuar como visitante novamente. Vamos procurar fazer um bom jogo, seguro, e com muita intensidade para sairmos de lá com um resultado positivo", disse.

VAVEL Logo

Figueirense FC Notícias

há 7 dias
há 10 dias
há 15 dias
há 15 dias
há 17 dias
há 18 dias
há 23 dias
há 24 dias
há 24 dias
há um mês
há um mês