Insatisfeito com condição do campo, Renato dispara: "É inaceitável não cuidar do gramado"

Visivelmente irritado, Renato Portaluppi se queixa das condições do gramado e critica empresa responsável por gerir Arena

Insatisfeito com condição do campo, Renato dispara: "É inaceitável não cuidar do gramado"
(Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

O Grêmio fechou sua participação na fase de grupos da Conmebol Libertadores, nesta última quarta-feira (23), na Arena, diante do Defensor-URU. O Tricolor venceu os uruguaios por 1 a 0 e alcançou os 14 pontos em seu grupo.

O gol da partida foi marcado por Luan e garantiu aos gaúchos o primeiro lugar no grupo 1. Apesar de enfrentar um adversário que se postou bem fechado em campo, para Renato Portaluppi o maior adversário da equipe tricolor, nesta última noite, foi o gramado da Arena. O treinador não poupou críticas a Arena Porto-Alegrense (empresa responsável por gerir a Arena).

"As dificuldades sempre você encontra. Não tem jeito. É preciso encontrar uma forma de sair da marcação do adversário. O grupo precisa estar preparado. Tenho que mexer. Há problemas de cartões, lesões. O que me tira do sério é irresponsabilidade da pessoa que cuida do campo do Grêmio. Esse rapaz não tem a mínima condição do cargo aqui na Arena. É inaceitável não cuidar do gramado. É uma irresponsabilidade total. Trabalham na Arena porque o Grêmio existe. O mínimo é cuidar do gramado.”, exprimiu o técnico.

As críticas não pararam por aí. O comandante lembrou ainda, que havia um acordo selado entre os presidente do Grêmio, Romildo Bolzan e o da gestora do estádio, Mauro Araújo. No qual, o clube gaúcho deixaria de treinar no gramado, às vésperas dos jogos, passando a realizar os trabalho no Centro de Treinamentos Presidente Luiz Carvalho. Mesmo diante do esforço pela parte gremista, Renato acredita que não houve contrapartida e tornou a esbravejar contra a gestora da Arena. 

"O presidente fez um acordo comigo e com o pessoal da Arena que o Grêmio não treinaria mais para poupar o gramado. Nem às vésperas treinamos mais. Mas esta pessoa, por uma irresponsabilidade total, que não tem capacidade, está alugando a Arena e deixando fazer um torneio aqui, como ocorreu no último sábado. Encontramos o campo nestas condições. As pessoas não sabem.", completou o treinador.

A Arena Porto-Alegrense emitiu uma nota oficial, onde se pronuncia sobre a qualidade do gramado e promete melhorias no mesmo, durante a parada para a Copa do Mundo:

"A Arena de Grêmio destaca que o desgaste do gramado é cumulativo, de acordo com seu uso. A frequência de jogos, treinos, pré e pós jogos e os eventos, contribuem para o desgaste do gramado.

Uma intervenção durante o período de recesso da Copa do Mundo já estava prevista. Houve uma reunião entre as diretorias da Arena e do Grêmio em que ficou acordado que a Arena entregará, após a Copa, um gramado de excelência novamente.

Até lá, deverão ser realizados procedimentos paliativos para dar condições de jogo.

A Arena dispõe de uma equipe especializada para cuidar do seu gramado e todo cuidado é tomado para manter a qualidade.

A Arena é multiuso e precisa manter os compromissos e contratos assumidos com antecedência, mas a prioridade sempre foi e sempre será o Grêmio.", afirmou em nota.

O fato é que o Tricolor Gaúcho cumpriu seu papel na fase de grupos e agora, aguarda o sorteio, no dia 4 de junho, para saber quem irá enfrentar nas oitavas de final da Conmebol Libertadores. Já no domingo (27), o Grêmio tem compromisso marcado, com o Ceará, pelo Brasileirão, no Castelão, às 19h.