William Machado analisa situação de Diogo Vitor após doping: “Persistir no erro é burrice”

Gerente técnico diz estar em busca da recuperação do atleta e discorda da política da física quanto as drogas sociais

William Machado analisa situação de Diogo Vitor após doping: “Persistir no erro é burrice”
(Foto: Ivan Storti/Santos FC)

No dia 26 de abril o meio-campista do Santos, Diogo Vitor, foi pego num exame antidoping realizado após a partida de volta das quartas de final do Campeonato Paulista contra o Botafogo/SP, no dia 21 de março. O exame constatou uso de cocaína, o que foi posteriormente admitido pelo jogador.

A princípio, o Santos se manifestou como um auxiliador do atleta, que foi afastado não só das partidas, mas também dos treinamentos. Aproximadamente um mês após o afastamento, o gerente técnico de futebol do Santos, William Machado, comentou sobre o caso: “A diretoria está tratando juntamente com o agente dele para termos o melhor caminho para recuperarmos o cidadão, e em segundo plano o atleta”.

Por outro lado, o gerente foi enfático em dizer que a mudança depende diretamente do atleta: “Vamos estender a mão, mas se a pessoa não quiser ser ajudada, não podemos culpar quem estende a mão. Diogo precisa ter consciência de que persistir no erro é burrice”.

Em meio a esses problemas, William também admitiu discordar da FIFA no que se refere a política contra drogas sociais, como a cocaína e citou o caso Guerrero: “Se temos um problema social, atleta não fica longe. E no primeiro momento expor, não ajudam em nada. Deveriam comunicar o clube, chamar o atleta, cuidando e aí sim, no segundo momento, tudo bem, vir a público e esperar. Não dar a chance e isolar ele do dia a dia, do convívio, é um mau enorme que a FIFA tem feito. É só o caso do Guerrero por exemplo”.

O histórico de Diogo Vitor no Santos não é positivo, revelado pelas categorias de base do clube, o atleta já foi constantemente afastado por atos de indisciplina e tinha espécie de última chance pelo Santos. Porém, é a primeira vez que Diogo foi pego no doping em sua carreira.