Após dez anos, Cruzeiro reencontra Boca Juniors na Copa Libertadores
Foto: Vinnicius Silva/CruzeiroE.C.

Após dez anos, Cruzeiro reencontra Boca Juniors na Copa Libertadores

Equipe argentina será o adversário do Cruzeiro nas quartas de final da Taça Libertadores de 2018

bethaniaq
Bethânia Quiareli

O Cruzeiro volta a enfrentar o Boca Juniors, depois de 10 anos. O time argentino se classificou diante do Libertad, do Paraguai, na última quinta-feira, e enfrenta a Raposa, que se classificou em cima do Flamengo, pelas quartas de final da Liberdadores.

No ultimo confronto, em 2008, o Cruzeiro encarou o Boca nas oitavas de final da competição, após ser o primeiro do seu grupo. Naquela edição, os primeiros colocados de cada grupo enfrentavam os piores segundos colocados. O Cruzeiro foi o quinto melhor líder, e o Boca, o quarto melhor segundo.

A primeira partida foi disputada na tradicional Bombonera, o Cruzeiro acabou perdendo  por 2 a 1. No jogo de volta, o Mineirão lotado, com torcedores celestes apoiando o time que precisava apenas de uma vitória simples para conseguir a vaga. O Cruzeiro foi para cima diante do Boca, mas acabou levando dois gols na primeira etapa: um de Palacios e outro de Palermo. A equipe mineira, continuou pressionando e acabou desconto com um belo gol de voleio de Wágner, na segunda etapa. Desde então, os times nunca mais se enfrentaram.

Quem também não tem boas lembranças com o Boca é o treinador Mano Menezes. Em 2007, quando comandava o Grêmio e fazia uma boa campanha na Libertadores, chegando à final, enfrentou o Boca, que tinha ganhado as três das seis últimas edições (2000, 2001 e 2003).

 O Grêmio acabou não dando trabalho ao time argentino na decisão. Na ida, em Buenos Aires, Boca Juniors venceu por 3 a 0. Na volta, os xeneizes acabaram vencendo por 2 a 0 e conquistando o sexto título do torneio continental.

Outro reencontro é com o atacante Ábila, que deixou o time celeste em agosto do ano passado, após uma negociação entre Cruzeiro, Boca Juniors e Huracán. Pelo Boca Juniors, Ábila começou a atuar apenas nesta temporada, após ficar no segundo semestre do ano passado emprestado ao Huracán. São 20 jogos e nove gols marcados. Diante do Libertad, o jogador não atuou por ter, teoricamente, de cumprir ainda um jogo de uma suspensão sofrida em 2015. Para evitar punições, como a sofrida pelo Santos, o clube argentino preferiu não relacioná-lo para o jogo.

VAVEL Logo

    Cruzeiro Esporte Clube Notícias

    há 8 dias
    há 8 dias
    há 13 dias
    há 16 dias
    há 16 dias
    há 18 dias
    há 19 dias
    há 19 dias
    há 19 dias
    há 19 dias
    há 21 dias