Após derrota no Mineirão, Jair reforça que o Corinthians ainda respira: "Saímos tristes, mas vivos"
(Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)

Após derrota no Mineirão, Jair reforça que o Corinthians ainda respira: "Saímos tristes, mas vivos"

Mesmo com o placar contra o Corinthians, Jair Ventura mostra confiança em uma possível virada na partida de volta por contar com o fator torcida a seu favor.

brncampos
Bruno Campos

Na noite desta quarta-feira (10), o Corinthians foi recebido no Mineirão pelo Cruzeiro para o primeiro jogo válido pela Final da Copa do Brasil de 2018. No final do jogo, a Raposa saiu a frente no embate por 1 a 0 e leva a vantagem de jogar pelo empate na próxima quarta-feira (17).

Logo após o apito final do jogo, Jair Ventura cedeu entrevista coletiva para a imprensa. Entre outros pontos levantados, Jair falou sobre a dificuldade da partida e a forma como o Corinthians sai após essa derrota, e ainda mostrou que o time ainda segue na disputa pela taça.

"Foi um jogo muito difícil. Sabemos da dificuldade de jogar contra o Cruzeiro, e também da nossa força em casa. Saímos com a desvantagem mínima, e não é isso que queríamos, nós queríamos um resultado melhor. Saímos do confronto super vivos. Tristes, mas super vivos. Na nossa casa conseguimos a vitória contra o Flamengo, e vamos fazer de tudo para conseguir a vitória novamente", pontuou Jair.

Dando sequência a entrevista, o técnico falou sobre a diferença de postura da equipe dentro e fora de casa, reiterando que, mesmo sem tirar o mérito da equipe mineira, é possível que o Timão dê a volta por cima e saia vitorioso na semana que vem.

"O que muda é que é um adversário que fez um investimento milionário na equipe. São duas camisas pesadas, mas o Cruzeiro fez um grande investimento. Nós tivemos mais posse de bola no jogo, e o adversário fez o gol numa bola cruzada. Não podemos tirar o mérito da vitória do Cruzeiro, mas nós temos totais condições de conseguir a vitória em casa", frisou.

Para finalizar a coletiva, o técnico foi questionado a respeito do desempenho ofensivo da equipe, uma vez que só tiveram três chutes e nenhum deles foi ao gol. Jair disse ainda que está trabalhando para que a baixa ofensividade da equipe mude. 

"A gente trabalha bastante, sabemos que no Brasileiro somos uma das equipes que menos finaliza, mas isso não é de agora. Estamos trabalhando para melhorar. Estou trabalhando para melhorar e, mesmo com essas dificuldades, estamos na final. Agora é levantar a cabeça, estamos super vivos, e isso tem que ficar claro. Quem já jogou contra o Corinthians, na nossa casa, sabe da força que temos jogando com a nossa torcida", finalizou o técnico.

VAVEL Logo