Sport Club Corinthians Paulista
Sport Club Corinthians Paulista
Team
Soccer

Sport Club Corinthians Paulista

1910 São Paulo


Na noite do dia 1 de setembro de 1910, na esquina das ruas José Paulino e Cônego Martins, no bairro do Bom Retiro, um grupo de operários formado por Anselmo Corrêa, Antônio Pereira, Carlos Silva, Joaquim Ambrósio e Raphael Perrone, fundaram o Sport Club Corinthians Paulista.

E, junto a mais oito garotos, se formou então a reunião dos primeiros integrantes e sócio-fundadores do hoje conhecido como Timão, que teve o nome inspirado na equipe de Londres, Corinthian-Casuals Football Club, que na época estava em excursão pelo Brasil e era chamado, pela imprensa brasileira da época, de Corinthian's team.

A primeiro momento, o presidente escolhido pelos associados foi Miguel Battaglia, que logo afirmou: "O Corinthians vai ser o time do povo e o povo é quem vai fazer o time", algo que se pagou com o passar dos anos, sendo até parte do grito da torcida organizada do time: "É o time do povo, é o Coringão".

Treze dias após a sua fundação, aplainaram um terreno alugado na rua José Paulino para que este se tornasse um campo de futebol e local do primeiro treino frente a uma plateia que, com muito entusiasmo, teve certeza de que o time havia vindo para ficar.

Contudo, apesar de toda a animação da torcida, o primeiro jogo do clube, no dia 14 de setembro, foi uma derrota por 1 a 0 para o União da Lapa. Mas, apesar de ter perdido, o time teve uma atuação impressionante tendo em vista que o adversário era um dos melhores clubes da várzea na época, e ter sofrido apenas um gol era algo de grande valor para o time fundado tão recentemente.

E, a primeiro momento, a intenção era que o time disputasse o campeonato de várzea na cidade, tendo em vista que apenas clubes elitistas poderiam participar do campeonato oficial.

Porém, o primeiro jogo do time fora de casa foi cerca de um ano depois, no dia 17 de setembro de 1911, onde foi registrada uma vitória em cima do time do Ponte Preta por 1 a 0, em Campinas.

E até o ano de 1912, os jogos ainda foram disputados na várzea onde, infelizmente, os resultados dos jogos contra os adversários Paulista, Concórdia, Botafogo, Minas Gerais, Maranhão e Vila Mariana não foram encontrados.

Mas no ano de 1913 o clube participou, pela primeira vez, do campeonato da Liga Paulista de Futebol, onde o Alvinegro paulista terminou em quarto lugar dentre as cinco equipes que disputaram.

Contudo, após a luta veio a glória: no ano seguinte, em 1914, o time venceu as 10 partidas que participou, marcando 37 gols com direito a 3 a 0 na partida final diante do Lusinato, no Parque Antártica, mesmo já tendo sido consagrado campeão com uma rodada de antecedência, contra o Campos Elyseos em um placar de 4 a 0 para o Timão.

A escalação campeã naquele ano foi: Aristides, Fúlvio, Casemiro González, Police, Bianco, César Nunes, Américo, Peres, Amilcar, Apparicio e Neco, o artilheiro do campeonato, com 12 gols.

Já no ano seguinte, 1915, o clube acabou não participando do Paulista pois desejava uma vaga no campeonato da Associação Paulista de Esportes Atléticos, onde os times grandes da época jogvam, mas acabou ficando sem a vaga em ambas as competições, voltando para a Liga Paulista no ano seguinte, 1916, e sendo campeão invicto, mais uma vez, e com a artilharia nos pés de Apparicio, com sete gols.

Já em 1917 foi a primeira vez onde o Coringão disputou o Campeonato Paulista com os seus maiores rivais na época. A participação do clube, no entanto, não foi das melhores, ficando em quarto atrás do Paulistano, que foi campeão, do Palestra Itália, o vice do campeonato, e do Santos, que ficou na terceira posição.

Mas, apesar do ano ruim no campeonato, 1918 foi um período de grande alegria devido a construção do primeiro estágio do clube, feito durante as folgas dos jogadores. Ele foi nomeado como Ponte Grande, e ficava na Marginal Tietê, onde hoje fica a Ponte das Bandeiras.

Além disso, a história continuou boa: em 1919 foi feito o primeiro Torneio Início do futebol paulista, e o Corinthians se sagrou campeão, conquistando a sua primeira vitória sobre o rival Palestra Itália.

Conforme os anos foram se passando, foram sendo acrescentados mais e mais títulos ao clube, conquistando o bicampeonato paulista em 1923 e o tricampeonato no ano seguinte, em 1924.

Mas foi em 1926 que o clube comprou o terreno do Parque São Jorge, hoje conhecido como Estádio Alfredo Schürig, que pertence ao Corinthians e possui capacidade para aproximadamente 16.000 pessoas. Porém, ele foi reformado e reinaugurado dois anos depois com um empate por 2 a 2 contra o América-RJ.

Em 1929, o icônico Mosqueteiro se tornou o mascote do clube após a iniciativa da Gazeta para diversos clubes. Mas foi em 1930 que o clube passou a ser chamado conforme o que se diz no hino, o "Campeão dos Campeões". Este título veio após o clube fechar a década com seis conquistas do Campeonato Paulista em 10 disputas, contanto com o segundo tricampeonato alvinegro. E, após isso, o Timão venceu o Vasco, campeão carioca daquele ano, por 3 a 2, sendo chamado então de tal maneira.

E não é para menos. Afinal, conforme os anos foram se passando, o clube passou a adquirir mais títulos.

Títulos conquistados

Hoje, no ano de 2020, o clube soma cerca de 54 nos seguintes campeonatos:

  • Paulista (30);
  • Campeonato Brasileiro (7);
  • Torneio Rio-São Paulo (5);
  • Copa do Brasil (3);
  • Copa do Mundo de Clubes da Fifa (2);
  • Taça dos Campeões Rio-São Paulo (2);
  • Tríplice Coroa Internacional (1);
  • Copa Libertadores da América (1);
  • Recopa Sul-Americana (1);
  • Supercopa do Brasil (1);
  • Campeonato Brasileiro - Série B (1);
  • Copa Bandeirantes (1).

Ídolos do Corinthians

Ao longo de sua história e até os dias de hoje, o clube conta com diversos ídolos, sendo eles:

  • Ado;
  • Alessandro;
  • Ataliba;
  • Baltazar;
  • Basílio;
  • Biro-Biro;
  • Cabeção;
  • Carbone;
  • Casagrande;
  • Chicão;
  • Claudio;
  • Danilo;
  • De Maria;
  • Del Debbio;
  • Dida;
  • Dinei;
  • Dino Sani;
  • Ditão;
  • Domingos da Guia;
  • Edílson;
  • Emerson Sheik;
  • Ezequiel;
  • Flávio Minuano;
  • Gamarra;
  • Geraldão;
  • Gilmar;
  • Idário;
  • Liedson;
  • Luizão;
  • Luizinho;
  • Marcelinho Carioca;
  • Marcelo;
  • Neco;
  • Neto;
  • Oswaldo;
  • Paulinha;
  • Paulinho;
  • Ralf;
  • Rincón;
  • Rivelino;
  • Roberto;
  • Ronaldo Fenômeno;
  • Ronaldo Giovanelli;
  • Ruço;
  • Rui Rei;
  • Sócrates;
  • Teleco;
  • Tévez;
  • Tite;
  • Tobias;
  • Tuffy;
  • Tupãzinho;
  • Vampeta;
  • Viola;
  • Wilson Mano;
  • Wladimir;
  • Zenon;
  • Zé Elias;
  • Zé Maria.

Corinthians em 2020

Agora, neste ano de 2020, o Corinthians irá participar de quatro competições, sendo elas a Florida Cup, o Campeonato Paulista, a Copa do Brasil e a Série A do Campeonato Brasileiro.

//