Botafogo atropela Defensa y Justicia na Argentina e avança na Sul-Americana
Divulgação Conmebol

Botafogo atropela Defensa y Justicia na Argentina e avança na Sul-Americana

Glorioso conquistou sua primeira vitória em território argentino em jogos oficiais

marco-aurelio
Marco Aurélio Ferreira de Alencar

O Botafogo conquistou sua primeira vitória em jogos oficiais na Argentina, e com isso, também garantiu a classificação para a próxima fase da Copa Sul-Americana. O triunfo por 3 a 0 começou a se desenhar após um primeiro tempo preocupante para os torcedores, onde o Glorioso basicamente se defendeu das investidas do Defensa y Justiça - principalmente pelo lado direito do setor defensivo.

Na segunda etapa, o time de Zé Ricardo conseguiu coibir o domínio dos anfitriões e impor seu plano de jogo. Com calma, os cariocas souberam esperar os momentos certos para matar o confronto nos contra-ataques.

Tendo saído vitorioso do Nilton Santos no primeiro encontro da disputa, a vantagem de 1 a 0 dava ao Alvinegro a vantagem do empate para o jogo de volta. Porém depois dos primeiros 45 minutos no Estádio Norberto Tomaghello, a torcida botafoguense ficou aliviada do time não ter voltado do intervalo com a desvantagem no placar.  

A ineficácia ofensiva do Botafogo no primeiro tempo deu o domínio das ações para os donos da casa, que pressionaram muito neste período. Apesar do clube carioca ter conseguido se defender bem pelos meio e pela esquerda - graças ao bom trabalho de JonathanPimpão e Jean - o lado direito foi o caminho recorrente para as chances criadas pelo Defensa. Segundo o Footstats, os argentinos finalizaram oito vezes contra a meta adversária e tiveram a posse da bola por 73,57% da etapa inicial. Por outro lado, o Glorioso não arrematou nenhuma vez neste mesmo espaço de tempo.

Entretanto, na volta para a etapa final, a postura do time foi completamente diferente. Sem precisar de substituições, Zé Ricardo - após identificar a fragilidade do setor direito até então - inverteu a posição de seus pontas, trazendo Rodrigo Pimpão para direita e jogando o Erik para a esquerda. Pimpão foi crucial no apoio da marcação, e o ex jogador do Palmeiras novamente se consagrou como o nome do jogo. 

Com apenas 7 minutos o primeiro dos  três gols que estavam por vir foi marcado. Ainda no campo de defesa, Jean viu Erik disparar e lançou, o camisa 11 recebeu, carregou com velocidade e abriu o placar. Esse gol desestabilizou os adversários. Nem mesmo a expulsão do lateral Marcinho aos 23' mudou o cenário do jogo. Com um homem a menos, o Botafogo manteve a calma e jogou com a bola no chão. O segundo gol de Erik foi fruto de um pênalti sofrido por Rodrigo Pimpão. Após o autor do feito roubar a bola no ataque, Luiz Fernando recebeu e serviu o camisa 17, que foi derrubado dentro da área.

Alex Santana foi o nome que fechou a goleada com um golaço antológico de quase do meio de campo. Percebendo que o goleiro Unsain estava jogando adiantado, Santana arriscou e mandou a bola no ângulo  esquerdo, encobrindo o arqueiro. Com o resultado de 4 a 0 no placar total dos dois confrontos, o Botafogo está classificado para a segunda fase da competição.

O próximo compromisso da equipe será no dia 23, no clássico contra o Vasco, válido pela primeira rodada da Taça Rio. O Estádio Nilton Santos será o palco da partida, e a bola rola às 19:30h (Brasília). O torcedor botafoguense espera que a boa fase do time resulte em uma campanha melhor que a entregue na Taça Guanabara, onde foram eliminados precocemente, ainda na fase de grupos.

VAVEL Logo