Depois de outra derrota, Valentim confia em recuperação do Avaí: "Se eu não acreditasse, iria embora"
Foto: Divulgação/Avaí FC

Depois de outra derrota, Valentim confia em recuperação do Avaí: "Se eu não acreditasse, iria embora"

Leão perdeu por 2 a 0 para o Botafogo em casa e continua na lanterna do Campeonato Brasileiro

gustavomilioli
Gustavo Milioli

O Avaí continua sem vencer no Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo (4), recebeu o Botafogo pela 13ª rodada e foi derrotado por 2 a 0. A equipe segue na lanterna da competição nacional, com apenas cinco pontos, atingindo o pior início na era dos pontos corridos.

A fase, no entanto, não abala o técnico Alberto Valentim. Contratado durante a pausa para a Copa América, o treinador afirmou que caso não confiasse em uma reação, deixaria o cargo.

"Se eu não acreditasse, eu diria ao presidente e iria embora. Não é discurso para encher linguiça. Espero em alguns meses, alguns dias, estar em uma posição mais favorável, diminuindo a distância. Se isso não acontecer lá na frente, vou ser sincero e falar para vocês que não dá mais. Eu acredito mesmo.

"Queria ter mais pontos. Acredito porque faltam 25 rodadas. Lógico que se fizer o percentual do que falta, do que precisamos e do que fizemos até agora, alguns vão dizer que o Avaí está rebaixado, mas não é assim. Temos muito tempo e muita coisa que temos que fazer", destacou em entrevista coletiva após o confronto.

O Leão mais uma vez teve um bom início de partida, mas em uma desatenção da defesa, levou o gol. Abalado, não conseguiu correr atrás do placar e sofreu mais um no segundo tempo. Para Valentim, o fator psicológico já começa a prejudicar os jogadores.

"A gente começou bem, pressionando, dificultando ao máximo o início de jogada do Botafogo. Acabamos tomando o gol, em vacilo nosso. Tem o lado psicológico. Está bem no jogo, fizemos uma semana forte. Procuramos sair em vantagem, era essa nossa ideia. Acontece um gol que não estava nos planos. Tinha tempo, a volta para o segundo tempo e teve o gol de bola parada em quatro minutos. Prejudicou a reação", avaliou.

O Avaí volta a campo no próximo domingo (11), às 16h, contra o Cruzeiro, novamente em casa. O duelo é direto na luta contra o rebaixamento. "Temos que ir aos poucos. Não temos que pensar em 40 pontos agora. Temos que pensar nos três pontos contra o Cruzeiro", concluiu o comandante.

VAVEL Logo