Bahia e sua defesa sólida no Brasileirão
Foto: Felipe Oliveira / EC Baihia

Nos últimos dez anos, o setor defensivo sempre foi um pesadelo para o torcedor do Bahia. O Tricolor tinha dificuldades evidentes: a organização defensiva era quase inexistente.  Com algumas raras exceções, poucos nomes de zagueiros e laterais deixaram saudades na equipe soteropolitana.

Guto Ferreira e principalmente Enderson Moreira, começaram a mudar o jogo e aos poucos foram formando um time mais consistente defensivamente, ainda que adotassem a famosa marcação pressão. A chegada de Roger Machado, que optou por um estilo reativo e uma formação com três volantes, consolidou ainda mais a primeira linha baiana. 

Das 14 partidas na Série A do Brasileirão deste ano, foram sete sem sofrer gols — número que só é igualado pelos dois líderes do campeonato: Santos e Palmeiras.

  • Bahia 1x0 Avaí
  • São Paulo 0x0 Bahia
  • Bahia 1x0 Grêmio
  • Ceará 0x0 Bahia
  • Bahia 0x0 Cruzeiro
  • Chapecoense 0x0 Bahia
  • Bahia 3x0 Flamengo

O Bahia também tem uma das melhores defesas da competição, com 12 gols sofridos, o que coloca o clube na terceira colocação do quesito, junto com Internacional, Ceará, Athletico e Botafogo. Na mesma rodada do ano passado, o Esquadrão já tinha sofrido 20 gols.

Nem tudo são flores

Foto: Lucas Oliveira / EC Bahia
Foto: Lucas Oliveira / EC Bahia

Se a defesa consegue se manter sem sofrer gols, o ataque ainda não está no mesmo embalo — pelo menos depois da Copa América. Até o triunfo de 3 a 0 sobre o Flamengo, o Bahia vivia uma seca de quatro partidas sem ir às redes. No total, são seis partidas sem movimentar o placar a seu favor neste Brasileirão. 

O certo é que o Bahia de Roger Machado ainda busca o equilíbrio entre ataque e defesa. A atuação de gala e a goleada diante do Flamengo pode ser o combustível que faltava para isso.

VAVEL Logo