Ídolo no Resende, Marcel encara desafio como auxiliar técnico da equipe sub-20 
Foto: Arquivo Pessoal/Marcel

Nos últimos oito anos, foi comum olhar para a escalação do Resende e ver Marcel com a camisa 10, muitas vezes com a braçadeira de capitão. Em 2019, a trajetória do jogador dentro das quatro linhas teve fim, mas o legado de Marcel e o vínculo com o Resende continuam. 

Em nova fase na carreira, ele compõe a comissão técnica da equipe sub-20 do Gigante do Vale e vai estar junto ao elenco na primeira participação da história do clube na Copa São Paulo de Futebol Júnior

Aos 38 anos, Marcel alcançou a marca de 158 jogos pelo Resende, sendo o jogador que mais vezes balançou as redes pelo clube, com 33 gols. Também nesse tempo, foi bicampeão da Copa Rio, em 2014 e 2015, conquistando o respeito e o carinho da torcida.

“Isso foi conquistado ao longo de oito anos, desde a minha primeira passagem. Depois saí, fiquei alguns meses fora, voltei para o Resende e não saí mais. Isso foi conquistado com títulos, os dois da Copa Rio, com anos de identificação. Quase sempre como titular e capitão”, ressaltou Marcel. 

O jogador com passagens por clubes como Grêmio, Palmeiras e Corinthians chegou ao Resende em 2011 e, aos poucos, criou raízes na cidade, onde mora desde então com a esposa e filhos. Logo no início da trajetória no clube, ajudou a levar o Resende às semifinais de turno no Campeonato Carioca em 2011, 2012 e 2013. Também foi finalista da Taça Rio de 2016. 

Questionado sobre transmitir os anos experiência como jogador para atletas mais jovens, ele garante que o foco nesta etapa profissional é o aprendizado de uma nova função. O auxiliar técnico também pregou cautela, mas revelou o desejo de crescer cada vez mais fora das quatro linhas e se tornar auxiliar permanente e treinador no futuro.  

“Isso é automático. Eu acho que vai acontecer, eu estando dentro de campo como auxiliar, uma hora vou chegar a ser treinador. Mas eu não penso nisso no momento. Tenho uma ideia de ser auxiliar permanente no clube e isso não depende só de mim, depende do clube aceitar e de como vou lidar com isso tudo nos próximos anos. Mas eu quero sim e com certeza, por tudo que fiz ao Resende e por tudo que o Resende me fez, acho que isso é recíproco e essa parceria tem tudo para dar certo”, respondeu.

Copa São Paulo de Futebol Júnior 2020 

A equipe sub-20 no Resende atualmente é comandada pelo treinador Sandro Sargentim. O elenco teve uma campanha de destaque no Campeonato Carioca sub-20 de 2019, quando o Gigante do Vale se classificou para as semifinais da Taça Rio e alcançou uma marca de mais de 600 minutos sem sofrer gols. Na sequência, o Resende foi convidado pela primeira vez a participar da Copa São Paulo de Futebol Júnior. 

“É maravilhoso poder participar dessa conquista do Resende, chegar na sua primeira Copinha, a primeira de muitas. Mas estamos apenas começando um trabalho. Pegamos um grupo muito forte, o São Bernardo tem um trabalho com categorias de base há mais de 10 anos, o ABC-RN é campeão potiguar e o Manthiqueira vai jogar em casa. Então, não somos favoritos. Mas vamos para fazer um bom trabalho, ter um bom desempenho por todos esses meses que estamos trabalhando”, completou Marcel. 

VAVEL Logo