Sem piedade: Grêmio vence e mantém Cruzeiro no Z-4 faltando uma rodada para o fim
Foto:Reprodução/Grêmio

O Grêmio venceu o Cruzeiro nessa noite de quinta-eira, dia 5 de dezembro, em casa, e deixou o time mineiro praticamente com os pés na Série B do Brasileirão em 2020. Em jogo tenso, com má sorte e inoperância dos cruzeirenses, em contraste com a frieza habitual do tricolor gaúcho, a Raposa decepcionou e só escapa da degola, na última rodada (38ª), por milagre.

A 37ª rodada do Brasileirão 2019 foi tensa para o Cruzeiro. Precisando da vitória, o time mais uma vez saiu derrotado de campo pelo Grêmio, que já se consolidou para fase de grupos da libertadores em 2020. Mesmo sem brilho, a partida foi vencida, em grande parte, pelo talento dos garotos da base Pepê, Patrick, Ferrreira e Isaque, que deram uma cara mais ofensiva para o imortal, contra uma raposa visivelmente nervosa.

No primeiro tempo, o Cruzeiro esteve mais perto de abrir o marcador. Os grandes obstáculos foram os passes e as arremates errados para gol, causados pelo nervosismo e necessidade dos três pontos. Ederson teve grande chance mas desperdiçou tentando encobrir Paulo Victor. 

Esse descontrole ficou muito claro no 45 minutos iniciais. Egídio já havia sido amarelado em disputa com Luciano após cotovelada. Edilson entrou na pilha, com o mesmo Luciano, após reagir a tapa. E Ariel Cabral só não foi expulso por misericórdia da arbitragem.

Mesmo em dificuldade, o Cruzeiro voltou para a segunda etapa para tentar vencer. Robinho perdeu grande oportunidade após passe de Egídio. O que era ruim passou a ser pior. O meio campista se lesionou no lance. Com as três substituições feitas, o time de minas teve de jogar com 10. O Grêmio não teve piedade e foi para cima.

Pepê, que vem fazendo ótimas partidas, fez bela jogada pela esquerda. Com corta-luz de Everton, a bola sobrou para Ferreira, que abriu o placar. O segundo gol foi de pênalti, convertido e sofrido pelo mesmo Pepê, após falta de Cacá dentro da área, num desânimo nítido. 2 a 0. Com um a menos, o Cruzeiro se entregou.

Com 3 desfalques certos (Egídio ainda foi expulso no fim da partida, Robinho lesionado e Edilson suspenso) o Cruzeiro agora depende de combinação de resultados para não cair. Vencer não é mais uma opção. É uma necessidade.

VAVEL Logo