Acordo garante reintegração de Bruno César ao Vasco
Foto: Rafael Ribeiro/C.R. Vasco da Gama

A reintegração de Bruno César ao elenco vascaíno foi decretada nesta quarta-feira (6) após acordo do Vice de Futebol, Luís Moreira, diretamente com o meio-campista. A pedido do novo treinador, Ramon Menezes, o atleta prorroga seu vínculo até 2022 com as garantias de que receberá os salários atrasados e uma dívida que pode chegar até R$4 milhões.

Em condições financeiras limitadas para se reforçar, o Vasco adota o critério de manter seus jogadores na equipe. Anteriormente Freddy Guarín e Cláudio Winck tiveram contratos renovados, e desta vez chegou o momento de Bruno César.

Segundo o meia, sua vontade sempre foi permanecer em São Januário, e em entrevista ao canal Atenção Vascaínos, destacou: "Estou muito feliz com o acordo. Meu sentimento pelo clube nunca mudou, segue muito forte. É uma honra vestir essa camisa. Vamos esperar acabar isso e voltar mais forte para ajudar o Vasco”.

Condições

Segundo a Gazeta Esportiva, Bruno César recebeu a garantia de que seus salários atrasados referentes ao ano passado serão abatidos. O novo vínculo, que será de dois anos, possui um acordo entre as duas partes, que impede o jogador entrar na justiça contra o clube.

Divulgado pelo Globo Esporte, o meia terá uma redução salarial estimada em R$100 mil. Contratado em janeiro de 2019, Bruno César recebia mensalmente algo em torno de R$250 até R$300 mil, e seu novo salário faz parte do enxugamento de gastos do clube, principalmente pela Pandemia, mas com forte influência das dificuldades financeiras da diretoria.

Trajetória

Bruno César foi contratado como principal reforço do Vasco para a temporada passada. O treinador já passou pelo comando de Alberto Valentim, Vanderlei Luxemburgo e Abel Braga. Sem corresponder em campo, problemas físicos impediram uma sequência de alto rendimento do jogador. 

Com 31 anos, o jogador acumula 30 partidas e 4 gols com a camisa vascaína. Afastado por Abel Braga, não havia atuado neste ano. Sua última partida foi em dezembro, contra a Chapecoense, no empate em 1 a 1 no Maracanã, jogo este, que decretou o rebaixamento dos catarinenses.

VAVEL Logo