Presidente do América-MG relata consenso entre clubes para início da Série B: "Podemos enxugar as datas"
A primeira divisão tem data prevista de início para 9 de agosto (Foto: Panda Mourão / América)

Nesta sexta-feira (26), representantes dos 20 clubes da Série B do Campeonato Brasileiro se reuniram, por videoconferência, para discutir a respeito do início da competição, estipulado pela CBF para o dia 8 de agosto. De forma unânime, os clubes definiram que vão solicitar à entidade máxima do futebol brasileiro uma semana a mais de prazo para o início do campeonato.

No encontro de hoje, os times da segunda divisão chegaram ao consenso de dar o pontapé inicial em 14 de agosto, para  que a Série B não ocorra de forma simultânea aos estaduais. Cumprindo as 38 rodadas em pontos corridos, o campeonato terminaria em 31 de janeiro de 2021. Em pronunciamento, o presidente do América-MG, Marcus Salum, comentou sobre a adequação do calendário do torneio. 

"Foi apresentado que precisaríamos começar a competição no dia 9 de agosto para terminar no final de fevereiro. Com relação a Série B, nós pedimos um tempo. Conversamos hoje, fizemos outra reunião só com os clubes da Série B, e nós entendemos que podemos enxugar as datas, podemos até começar dia 14 de agosto para terminar final de janeiro", declarou o dirigente.

Com as definições, os clubes da Série B vão apresentar a proposta à CBF, para viabilizar o plano. O retorno da competição depende da autorização das autoridades de saúde. Marcus Salum comentou sobre a necessidade do retorno do torneio nacional.

"Lógico que tudo isso depende de uma série de fatores, do Ministério da Saúde, das Secretarias Estaduais de Saúde e Secretarias Municipais. Ainda estamos no meio de muito problema, mas temos que projetar uma data para que a gente possa cumprir e disputar o campeonato que é fundamental para os clubes", ressaltou.

O mandatário enfatiza que, neste cenário, até a volta dos campeonatos há muito o que se discutir. 

"Cada mês que passa é mais pesado para os clubes, tem mandato acabando, tem uma série de problemas, e isso será passado para a CBF. A gente acredita que vai ter muita discussão ainda até que efetivamente a gente possa voltar os campeonatos", finaliza o presidente americano.

Os clubes ainda discutiram a necessidade de mais passagens aéreas devido ao número de substituições, que passou de três para cinco, além da readequação da logística dos times nos jogos fora de casa.

Na primeira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o América-MG enfrenta a Ponte Preta, fora de casa.

VAVEL Logo