Em jogo dos zagueiros, reativo Bahia escancara inexperiência do Bragantino na Série A
Foto: Felipe Oliveira/ EC Bahia

Na tarde deste domingo (16), o Bahia venceu por 2 a 1 o Red Bull Bragantino, no Estádio de Pituaçu, em Salvador, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Com gols apenas de zagueiros, começando por Juninho aos 40 minutos do primeiro tempo para o Bahia, do zagueiro Léo Ortiz aos 33 minutos do segundo tempo para o empate do RB Bragantino, e por último o gol da vitória dos mandantes aos 47 minutos da etapa final feito pelo zagueiro Ernando. O Esquadrão de Aço e Braga fizeram uma partida bastante disputada, com uma posse de bola maior para a equipe paulista, porém, com uma cadência e fluidez dos atacantes adversários.

Aos 17 segundos da primeira etapa, ocorreu um lance curioso onde o Bahia iniciou uma rápida jogada que terminou com o centroavante Gilberto recebendo a bola por Rossi, dentro da área e tocando praticamente de lado, quase sentado no campo para o gol de Cleiton, que rapidamente desviou para escanteio.

A partir daí, percebemos visualmente uma equipe bastante eufórica, mesmo com os três atacantes da equipe baiana sendo jogadores mais técnicos do que velozes, com exceção do atacante Élber que costuma infernizar a zaga adversária constantemente, que hoje, principalmente na primeira etapa, ficou apagado trabalhando a bola somente com passes curtos e avanços imediatos de contra-ataques. 

A formação tática no 4-3-3, imposta pelo técnico Roger Machado, chamou a atenção na inversão de jogadores como Rossi, que partiu para o lado direito, enquanto Élber foi para esquerda que em dado momento jogou mais atrás do que o costume. A troca de lados ocorreu também com os volantes Ronaldo e Gregore que praticaram a sustentação da equipe com as criações das jogadas auxiliando o meia experiente Rodriguinho, que jogou mais por dentro atrás de Gilberto.

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia
Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Para o lado do Red Bull Bragantino, a formação tática imposta pelo técnico Felipe Conceição, no mesmo padrão de 4-3-3, com Morato, Alerrandro e Artur enfiados no ataque com auxílio do meia Matheus Jesus e Claudinho articulando em boa parte do jogo como válvula de escape para as criações das jogadas que muito embora funcionavam mais nos contra-ataques. 

No entanto, as duas equipes possuem o objetivo de ser proativas, quando na realidade em campo, a tática é transformada em equipes reativas em determinado tempo da partida construindo jogadas a partir do contra-ataques. O Braga, com uma equipe jovem e pouco experiente comparado com a equipe do Tricolor de Aço que possui uma quantidade maior de veteranos, apostou bastante na velocidade procurando os pontas Morato e Artur, especificamente com o último espetado pelo lado direito.

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia
Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Entretanto, na maioria das vezes quando o desgaste atrapalha os jogadores nas conclusões das jogadas principalmente no último terço do campo, a perna não acompanha a cabeça, ou seja, não reage mentalmente com velocidade durante o último passe, lançamento ou finalização para o gol. No caso do Braga, as jogadas não conseguiam ser concluídas nem na primeira etapa da partida quando os dois times estavam “frios”, e principalmente no calor do momento quando precisaram correr atrás do placar. O curioso é que os dois times fizeram gols em bolas paradas, destacando o grande fato de não terem conseguido ser produtivos nas conclusões das jogadas.

Portanto, o retrato da partida é de duas equipes que podiam jogar mais do que jogam com bons jogadores para cada lado. Quando na verdade, a proposta contrária à expectativa, é de pressionar no erro do adversário e encontrar uma equipe aberta na defesa para concluir as jogadas com gols em contra-ataques.

Classificação e próximos compromissos

Com este resultado, o Bahia, que tem apenas duas partidas no campeonato, adquire a segunda vitória seguida somando seis pontos ficando na quinta posição. Enquanto o Red Bull Bragantino, soma apenas dois pontos caindo para 12ª posição da tabela do Brasileirão.

O próximo adversário do Bahia é o São Paulo, no dia 20 de agosto, fora de casa, às 20h, no Morumbi. E o Red Bull Bragantino enfrenta o Fluminense, no dia 19 de agosto, em casa, às 19h15.

VAVEL Logo