Barca de saída: Ruan Renato, Danilo
Barcelos e Cícero são dispensados do Botafogo
Foto: Divulgação / Botafogo F.R.

Dia de limpeza no elenco do Glorioso. Nesta segunda-feira (31), o Botafogo anunciou a liberação de três jogadores antes do término dos seus respectivos contratos: o zagueiro Ruan Renato, o lateral-esquerdo Danilo Barcelos e o volante Cícero. A saída dos três acontece devido à reformulação pelo qual o elenco alvinegro está passando para a disputa do Campeonato Brasileiro.

O zagueiro Ruan Renato, o nome menos conhecido da lista, foi também quem menos atuou com a camisa do Glorioso entre os três. Tendo chegado ao Botafogo no começo desta temporada, Ruan Renato foi uma aposta que não rendeu o esperado e disputou apenas quatro partidas com a camisa do alvinegro (três pelo estadual e uma pela Copa do Brasil). O defensor de 26 anos tinha contrato até o fim do ano.

Mais conhecido do torcedor carioca, Danilo Barcelos não só se desligou do Botafogo como foi apresentado pelo rival Fluminense no mesmo dia. O lateral-esquerdo de 29 anos foi quem mais entrou em campo da barca, tendo jogado 12 partidas, sendo três pelo Brasileirão. Barcelos foi o autor do gol de pênalti contra o Paraná em jogo que garantiu a classificação do Glorioso para a próxima fase da Copa do Brasil na quarta-feira (26).

O experiente Cícero, ex-Fluminense, São Paulo, Santos e Grêmio foi mais um atleta a encerrar o vínculo de forma prematura com o time da estrela solitária. O volante de 36 anos perdeu espaço no time titular para a promessa Caio Alexandre, o que fez com que a diretoria tomasse a decisão de liberar o jogador que tinha um dos maiores salários do elenco. Cícero é o único dos dispensados que não chegou ao Botafogo este ano (chegou em 2019) pensando no custo-benefício. Outros jogadores de maior rodagem com salários altos já haviam sido liberados: Diego Souza, Joel Carli, João Paulo entre outros. O volante disputou 10 partidas nesta temporada.

A diretoria do Glorioso tem promovido muitas alterações no elenco para adequar a folha salarial e montar um time mais jovem. A média de idade dos jogadores dispensados é superior aos 30 anos. Do time titular que foi derrotado pelo Internacional no domingo (30), os únicos com idade acima foram o goleiro Gatito Fernández e o lateral-esquerdo Guilherme Santos, ambos de 32 anos.

VAVEL Logo