Atacante do Palmeiras, Stefany é a primeira atleta surda no Brasileirão Feminino
Foto: Priscila Pedroso / Palmeiras

Anunciada pelo Palmeiras no início deste ano, Stefany Krebs se tornou a primeira jogadora surda a atuar no Campeonato Brasileiro A1 ao estrear, contra a Ponte Preta, pela sexta rodada. A estreia ocorreu na reta final da partida e representou um grande passo de inclusão no esporte.

Natural de Erechim (RS), a gaúcha de 22 anos conquistou o Mundial de Futsal de Surdos (2019), Campeonato Interclubes (2016), Campeonato Pan-Americano (2014), Campeonato Sul-Americano (2013) e Taça Brasil de Futsal (2013).

A jogadora conta com uma preparação específica para conseguir acompanhar os treinos.  Em trabalho separado, o preparador físico William Bitencourt e a analista de desempenho Vanessa Silva, ambos da comissão técnica da Seleção Brasileira de futsal de surdos, auxiliam com vídeos e explicações para que o desempenho de Stefany seja o melhor possível.

Em entrevista para a CBF, a meio-campista comentou sobre as dificuldades de adaptação.

No começo, foi um pouco difícil me adaptar por conta da língua, já que eu uso Libras e eles usam o português. Com o tempo, fomos nos adaptando e isso foi melhorando cada vez mais. Todos os dias vou para o campo meia hora antes de treinar para saber as informações, entender melhor o que terá nos treinos e isso facilitou para que eu possa treinar com as meninas. Acredito que, cada vez mais, essa adaptação vai melhorar. Eu acredito muito”.

VAVEL Logo