Presidente do Grêmio confirma negociação avançada com centroavante Churín, do Cerro Porteño
Foto: Divulgação/Cerro Porteño

Diego Churín está muito próximo de deixar o Cerro Porteño e jogar no Grêmio. Em contato ao ESPN, na manhã desta quinta-feira (22), o presidente da equipe brasileira, Romildo Bolzan Junior, confirmou que o acordo está encaminhado.

"Nós estamos com uma situação muito bem encaminhada. Uma finalização de acordo”, comentou o presidente sobre o jogador de 30 anos. As conversas entre as partes decorrem de idas e vindas, e se desenrola em meio a uma busca desesperada do clube da região Sul por um centroavante.

O jogador argentino soma 7 gols em 19 jogos pelo Cerro na Primeira División Apertura 2020, sendo um dos principais jogadores da equipe na atual temporada. Chegou no Paraguai em julho de 2017, do Universidad Concepción, Chile. Também conta com passagens por Independiente e Los Andes, ambos da Argentina.

O processo movido contra Churín

Caso sele o acordo, Diego Churín deve ter sua saída dificultada do Paraguai, devido a um imbróglio judicial entre o jogador e sua ex-contadora, Patricia Gonzáles. Em outubro do ano passado, o atleta e seu então companheiro, o meia Hernán Novick, denunciaram Patricia por supostamente terem sido trapaceados no pagamento de seus impostos em 2017.

Acusada pelo Ministério Público, Óscar Tuma, advogado da contadora, move uma ação contra os jogadores justificadas como “falsas denúncias e má-fé”. Processo ainda não concluído. Ele já manifestou que vai se esforçar para que Churín não saia do país.

“Você não pode sair do país sem reparar os danos causados pela falsa reclamação contra a contadora, que hoje é minha cliente”, explicou. Em seguida, recordou da equipe brasileira: "O povo do Grêmio também tem interesse em saber o que está acontecendo”.

VAVEL Logo