Após sofrer virada do Confiança, Rodrigo Chagas aponta: "É um erro coletivo"
Foto: Letícia Martins/EC Vitória

Após sofrer virada e ver o Vitória se aproximar ainda mais do Z-4, Rodrigo Chagas ressalta tristeza pelo resultado e destacou que no futebol não se pode “relaxar”.

“A tristeza é grande nesse resultado. Não esperava. A gente alternou muitos altos e baixos na partida. Começamos bem, fizemos o gol e encolhemos. Perdemos com duas bolas paradas. Futebol, a gente não pode relaxar. Não acredito que tenha sido empolgação. Acredito que a gente teve uma noite infeliz. O resultado não veio como queríamos”.

Rodrigo também demonstrou insatisfação com o calendário apertado, ao mesmo tempo que citou mais uma vez a atenção de sua equipe para a próxima partida, diante do Cuiabá.

“Conversando e tentando ajustar, até porque não tenho tempo para treinar. Amanhã é regenerativo, domingo viaja, segunda é um trabalho leve. Vai ser na base da conversa. Temos que estar o tempo todo atentos em todos os momentos da partida. Um jogo que estava nas nossas mãos e tomamos dois gols em 15 minutos”.

O treinador ainda destacou o erro da defesa na jogada pela bola aérea do Confiança.

“Posso até dizer que foi virtude do adversário, mas era uma jogada que a gente sabia que eles trabalhavam muito, de vim para o lado e buscar o lado contrário. É um erro coletivo. A gente poderia ter concentrado um pouco mais. Futebol é atenção o tempo todo. Se não estivermos ligados, vão acontecer isso o tempo todo”.

Maurício Ramos também cedeu entrevista, à beira do campo, e atônito afirmou: “Não tem explicação. Agora é levantar a cabeça, corrigir os erros e buscar a vitória no próximo jogo”.

A próxima partida da equipe baiana será contra o Cuiabá, na terça-feira (8), às 21h30, pela Série B do Campeonato Brasileiro.

VAVEL Logo