Sem treinar em protesto, Chapecoense recebe animada Ponte Preta em busca da liderança
Chapecoense x Ponte Preta (AA Ponte Preta / Divulgação)

A quinta-feira (21) reserva um grande jogo pela 36ª rodada da Série B 2020. Na Arena Condá, a Chapecoense, que pode reassumir a liderança da competição, recebe a Ponte Preta, que segue viva na briga pelo acesso - objetivo que o Verdão do Oeste já alcançou. 

A peleja acontecerá às 17h45 e terá um tempero especial: os mandantes atuarão após cobrarem publicamente a diretoria por salários atrasados - deixando de treinar, em protesto, na última terça-feira (19). 

Protesto e missão

Após buscar respostas para os salários atrasados pela diretoria, o elenco da Chapecoense tem a chance de voltar à primeira colocação da Série B 2020. Com 67 pontos, basta ao Verdão do Oeste vencer na Arena Condá para ultrapassar o América-MG - que tem 69. 

Para a peleja, são seis desfalques por lesão: Anderson Leite, Busanello, Joílson, Tharlis, Thiago Ribeiro e Tiepo. Além deles, Derlan está suspenso. Luiz Otávio e Alan Ruschel, embora não confirmados, podem aparecer na equipe titular. 

Lateral-esquerdo da equipe, Roberto se queixou de dores no joelho, mas destacou que não quer ficar de fora por conta do incômodo.

"Sinto muitas dores no joelho e está bastante inchado, mas pelos exames deu que foi apenas o trauma, sem lesão, tudo certo. Eu pedi para os médicos fazerem de tudo para que eu possa ficar à disposição. Não quero ficar fora, pois são jogos importantes que nos deixam na briga pelo título. Quero estar em campo, pois o jogador precisa se acostumar a jogar com dor. Isso não vai me atrapalhar de estar em campo" destacou.

Provável escalação: João Ricardo; Matheus Ribeiro, Felipe Santana, Luiz Otávio e Roberto (Alan Ruschel); Willian Oliveira, Ronei e Denner; Paulinho Moccelin, Mike e Anselmo Ramon

Na luta

A Ponte Preta viaja para o Oeste de Santa Catarina vivíssima na briga por uma vaga no Brasileirão 2021. A Macaca entra em camp com 51 pontos, na oitava colocação. Caso vença, o time de Campinas sobe para o sexto posto e fica apenas dois pontos atrás do CSA, que já jogou na rodada e está em quarto.

São três desfalques e dois retornos para a peleja. Ivan, se recuperando de lesão no punho, não joga. Flagrados descumprindo protocolos de segurança durante a pandemia do coronavírus em uma festa, João Veras e Danrley estão afastados do elenco.

Por outro lado, Dawhan e Guilherme Lazaroni voltam a ficar à disposição de Fábio Moreno.

Quem disputa posição com Lazaroni é Yuri, que falou à imprensa antes da viagem a Chapecó. "Sempre trabalhei muito. Uma coisa que me fez muito bem foi o pós-pandemia. Acho que sou um outro jogador após a pandemia, sabendo do que quero, dos meus objetivos, e nosso grupo é muito qualificado. Os treinadores passados optaram por outras peças, e eu sempre respeitei. Uma hora ou outra, eu sabia que a oportunidade ia chegar, e eu tinha que estar pronto. Estou titular há dois jogos. Quando joguei contra o Cuiabá, sabia que, de repente, poderia ser só aquela partida, então tentei aproveitar da melhor forma. Jogador precisa de sequência, e a sequência é importante. Estou tentando fazer o meu melhor. Sempre trabalhei, me dediquei e agora estou colhendo os frutos do trabalho", destacou.

Provável escalação: Ygor Vinhas, Apodi, Luizão, Wellington Carvalho e Yuri; Dawhan, Vinicius Zanocelo e Camilo; Luan Dias, Bruno Rodrigues e Matheus Peixoto

Arbitragem

Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)

Assistentes: Leila Naiara Moreira da Cruz (DF) e Lehi Sousa Silva (DF)

VAVEL Logo