Criticado pela torcida, Wellington Silva marca gol e desabafa: "Sempre dei a vida"
Foto: Lucas Merçon/Fluminense F.C.

Autor do segundo gol do Fluminense na vitória sobre o Botafogo neste domingo (24), Wellington Silva desabafou após a partida em São Januário. O jogador vem sendo alvo de críticas dos torcedores devido às atuações ruins nos últimos jogos. Além disso, os rumores da saída do atleta para o futebol japonês tiveram reações positivas dos tricolores, o que tem frustrado o atacante revelado nas Laranjeiras.

"Eu não venho tendo boas atuações. Alguns torcedores vêm pegando no meu pé", reconheceu Wellington Silva, visivelmente emocionado, em entrevista ao SporTV ainda no gramado. "Saiu uma notícia de que chegou uma proposta para mim, e muita gente está mandando eu ir embora. Sempre dei a vida pelo clube, em todos os jogos. Esse gol é felicidade". 

"No último jogo eu perdi um gol que podia dar a vitória ao Fluminense", acrescentou o jogador, se referindo a um lance nos acréscimos do segundo tempo do empate com o Coritiba, na última quarta-feira (20). "Muita gente pegou no pé. Eu aceito as críticas, mas mandar eu ir embora do clube que eu sempre dei a vida e fiz tudo, eu acho injusto. Mas fico feliz, foi uma grande vitória, entrei e pude fazer o gol".

Perguntado sobre o andamento das negociações com o Gamba Osaka, do Japão, Wellington Silva não entrou em detalhes e afirmou que seguirá com a cabeça apenas no Fluminense.

"Eles estão conversando. Prefiro manter o foco aqui. Sempre que saí do Fluminense foi pela porta da frente. Sempre fui grato ao clube, que  me deu tudo. Tudo que tenho hoje é graças ao Fluminense, que abriu as portas para mim desde criança. Então, se eu tiver que sair, vai ser com essa tristeza. É o clube que eu amo, que eu sempre defendi. Eu espero até o último dia dar a vida aqui", disse o jogador.

Wellington Silva foi revelado pelas categorias de base do Fluminense e fez parte do elenco campeão brasileiro em 2010. Depois de atuar na Europa e no Internacional, o jogador retornou ao clube para sua terceira passagem no início de 2020. Desde então, tem passado por altos e baixos. No duelo contra o Botafogo, o atacante saiu do banco e sofreu o pênalti cometido por Diego Cavalieri. Ele mesmo pediu para bater e converteu, marcando seu 17º gol em 119 jogos pelo clube.

O triunfo contra o Botafogo deixa o Fluminense com 50 pontos e mantém o time na briga pela Libertadores. Além disso, o jogo rendeu à equipe o título da Taça Gérson e Didi, torneio amistoso promovido pelas duas equipes ao longo da temporada. O Tricolor volta a campo no próximo domingo (30), às 21h30, para enfrentar o Goiás, no Estádio Nilton Santos.

VAVEL Logo