Com primeiro tempo dominante, Fluminense vence Goiás e se aproxima da Libertadores
Foto: Mailson Santana/FFC

Em jogo válido pela 33ª rodada do Brasileirão, o Fluminense venceu o Goiás por 3 a 0, no Estádio Nilton Santos. Com boas atuações de Martinelli, Nenê e Nino, o Tricolor teve um primeiro tempo avassalador e dominou o Esmeraldino, marcando três vezes nos quarenta e cinco minutos iniciais. No segundo tempo, o time comandado por Marcão só precisou controlar o placar para somar os três pontos.

Com a vitória, o Fluminense chegou ao quarto jogo sem derrota no Brasileirão. O Tricolor soma 53 pontos e ultrapassou Palmeiras e Grêmio para assumir a 5ª colocação na tabela (o time paulista tem um jogo a menos). A pontuação aproxima os cariocas da Libertadores, torneio que não disputam desde 2013. Já o Goiás segue em 18º, com 29 pontos. A situação do Esmeraldino na luta contra o rebaixamento para a Série B está cada vez mais crítica - o time terminou o domingo a seis pontos do Sport, primeira equipe fora do Z-4.

Escalações

Com os desfalques de Michel Araújo (lesionado) e Yago Felipe (suspenso), Marcão escalou Hudson e Lucca no time titular do Fluminense. A equipe começou a partida em um 4-3-3, com Nenê flutuando pelo meio e Luiz Henrique e Lucca abertos pelos lados. 

Fluminense: Marcos Felipe; Calegari (Igor Julião, 35' 2T), Nino, Luccas Claro e Egídio; Martinelli (André, 35' 2T), Hudson e Nenê; Lucca (Fernando Pacheco, 26' 2T), Luiz Henrique (Caio Paulista, 26' 2T) e Fred (Samuel, 44' 2T).

Para a partida no Nilton Santos, Augusto César deixou o sistema com três zagueiros. Com isso, o Goiás foi a campo com Taylon na lateral-direita, Heron do outro lado e a dupla Fábio Sanches e David Duarte na zaga. Depois de sentir um mal estar antes do jogo contra o Santos, o volante Ariel Cabral voltou ao time titular.

Goiás: Tadeu; Taylon (Índio, Intervalo), Fábio Sanches, David Duarte (Iago Mendonça, 44' 2T) e Heron; Ariel Cabral (Daniel Oliveira, Intervalo), Henrique Lordelo e Shaylon; Rafael Moura, Fernandão (Miguel Figueira, 20' 2T) e Vinicius (Douglas Baggio, 28' 2T).

Depois de susto no início, Fluminense é absoluto no primeiro tempo

A partida começou com a forte pressão do Goiás sobre a saída de bola do Fluminense. Com dificuldades na troca de passes, o time carioca dava indícios de que poderia repetir a atuação ruim da primeira parcial dos último jogos, contra Coritiba e Botafogo. Era só questão de tempo. Aos 16 minutos, o Tricolor voltou a se valer da bola aérea e abriu o placar no Nilton Santos, em cabeçada de Nino depois de escanteio batido por Nenê.

Daí em diante, só deu Flu. Aos 25', o jovem volante Martinelli bateu de fora da área e viu a bola resvalar no goleiro Tadeu e na trave antes de balançar as redes. Na sequência, Nenê bateu uma falta no travessão e, depois, quase marcou uma pintura do meio do campo, se aproveitando da saída de Tadeu para bater uma falta. Antes, Martinelli já havia feito seu segundo gol e o terceiro do Tricolor, em novo chute desviado na defesa. Apesar do início promissor, o Goiás não ofereceu resistência depois de sofrer o primeiro gol e só se defendeu até o intervalo.

Goiás volta com mais intensidade, mas não ameaça vitória tricolor

O time alviverde voltou mais ligado do intervalo. Com as entradas de Daniel Oliveira e Índio, o Goiás retomou a pressão na saída de bola que fez efeito nos primeiros minutos do jogo. No entanto, a equipe não conseguiu converter a intensidade em chances de gol - foram sete finalizações, nenhuma na direção da meta tricolor. Sem ser ameaçado, o Fluminense controlou a partida e venceu por 3 a 0.

Próximos compromissos

Depois de duas partidas consecutivas no Rio de Janeiro, o Fluminense viaja a Salvador para enfrentar o Bahia na quarta-feira (03), às 21h30.  Já o Goiás encara o Atlético Mineiro no Estádio da Serrinha, em Goiânia, no mesmo dia e horário. Os dois jogos são válidos pela 34ª rodada do Brasileirão.

VAVEL Logo