Flamengo agarra empate com LDU e se classifica às oitavas da Libertadores
Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Na noite desta quarta-feira (19), o Flamengo empatou com a LDU por 2 a 2, pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, no Maracanã.

Na primeira colocação do Grupo G e com 11 pontos, o Rubro-Negro fica com apenas dois pontos a mais que o segundo colocado, Vélez Sársfield, com 9, no entanto, a vantagem do empate classificou o rubro-negro para as oitavas de final da Libertadores, enquanto a LDU ficou em terceiro com cinco pontos e consequentemente eliminada.

A proposta de Rogério Ceni ao escalar o time mesclado não era novidade devido à final do Campeonato Carioca no próximo sábado (22), contra o Fluminense.

No entanto, além de descansar alguns jogadores, o técnico decidiu mudar o esquema colocando a equipe para jogar no 3-5-2, com Bruno Viana, Gustavo Henrique e Léo Pereira fazendo a primeira linha de zagueiros.

Entre os três defensores, enxergamos a função de William Arão para atrair a marcação e liberar espaços para os meias mais avançados poderem receber com tranquilidade e progredir ao ataque.

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo
Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

A LDU do técnico Pablo Repetto entrou em campo no 4-2-3-1, buscando pontos para sobreviver na competição. Não houve domínio como o esperado, mas a equipe equatoriana estava atenta ao avançar as linhas para machucar a defesa rubro-negra e pegar de surpresa no contra-ataque.

O corredor mais explorado para isso foi o esquerdo com Christian Cruz em cima de Matheuzinho que não teve muita dificuldade para avançar. Nos primeiros cinco minutos de jogo, o Rubro-Negro surpreende ao encontrar uma falha de marcação dos Albos pela intermediária que chega até ao Gabi que toca para aproveitar a infiltração de Gerson pelo meio que pisa na área e finaliza na trave esquerda de Gabbarini.

Pouco tempo depois, aos 14 minutos do primeiro tempo, Willian Arão disputa a bola com Amarilla, mas o camisa 5 abusa do pé alto e atinge o atacante paraguaio e é expulso sem ressalvas.

A saída do volante desmonta o esquema tático de Rogério Ceni que decide sacrificar o meia Éverton Ribeiro para substituir pelo meia João Gomes a fim de reforçar o meio-campo defensivo rubro-negro.

Na metade do primeiro tempo, num lance bastante feliz de Matheuzinho que avança pela direita com liberdade, cruza para a área, a bola desvia e cai no peito do atacante Pedro que aos trancos e barrancos, domina e faz um excelente pivô terminando o lance com uma finalização por debaixo das pernas de Gabbarini que desvia e deixa a bola entrar devagarinho dentro do gol.

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo
Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

No entanto, além de ter problemas com a atual defesa rubro-negra, o Flamengo sofreu muitos gols na bola parada, e dessa vez, não foi diferente.

Aos 34 minutos, após a cobrança de escanteio, Jordy Alcivar recebe pela direita fora da área e cruza na medida para o zagueiro Franklin Guerra que cabeceia firme no canto esquerdo de Gabriel Batista.

A fragilidade para se defender na bola parada custou mais uma vez, levando ao empate da LDU que aproveitou para avançar as linhas e dominar o final da primeira etapa.

Não fosse o suficiente, no retorno do segundo tempo aos 14 minutos, a defesa rubro-negra falha mais uma vez e deixa Luis Amarilla receber a bola após o cruzamento de Adolfo Muñoz e, dentro da área domina e toca de peito para Jhojan Julio que dribla Bruno Viana e estufa a rede para ampliar o placar.

Entretanto, a mesma defesa que prejudicou o Flamengo durante a maior parte do jogo, foi a mesma que o salvou, no momento em que o meia Arrascaeta cobra falta na medida para a área e aproveita a subida de Gustavo Henrique que cabeceou firme no ângulo esquerdo de Gabbarini para empatar a partida e classificar o Rubro-Negro para as oitavas de final da Libertadores.

VAVEL Logo